:: home :: posts passados :: etilíricas :: je me souviens :: microcontos ::


Jornal Velho

Recortes e papéis de ontem, de duas décadas, do mês passado, de hoje - o pesadelo do pessoal de limpeza.


.:: mês anterior :: :: :: :: January 2004 :: :: :: :: próximo mês ::.

27 Janeiro

Vende-se

Classificado mais ou menos lembrado de um exemplar d'O Planeta Diário da década de oitenta: "Vendo apartamento em frente à praia de Ipanema. 850 m2 de área interna, com seis suítes, quatro salas, dois escritórios, dependências para cinco empregados. Preço: cinco mil dólares. Tratar Maria José, Lobito, Angola."
20:08:04 - Zeno -

26 Janeiro

Steve Jobs no Boqueirão

Deu nos Classificados do Estadão de ontem: "Apple G5 Compro. Com programa. Edição imagem. Troco por terreno Praia Gde/SP."
09:29:00 - Zeno -

16 Janeiro

A vida, o cinema, etc.

"Não filmo pessoas; filmo o espaço entre elas".

Jean-Luc Godard, citado pelo Jabor na Folha de S. Paulo de 23/09/1997.
06:55:00 - Zeno -

15 Janeiro

Dó-de-peito

Deu no UOL: "Os Três Tenores querem voltar a cantar juntos". Promessa ou ameaça?
10:42:24 - Zeno -

14 Janeiro

A aventura do coiso

(mais uma crônica de fôlego do gajo Miguel Esteves Cardoso)

Falando sobre o carnaval brasileiro, Luís Pereira de Sousa referia-se à "genitália desnudada" dos participantes. A expressão, singela como o autor dela, parece parte dalgum hediondo soneto do século XVIII - "Oh desnudada genitália de doce nereide / Só de pensar que um dia te hei-de". Et caetera.

O pobre Pereira de Sousa não tem culpa. O problema é comum a todos os portugueses - como é que alguém se refere à genitália no dia a dia? Uma pessoa vai ao médico e queixa-se: "Sr. doutor, ultimamente tenho tido uma certa comichão na genitália?" e ele manda pôr a genitália de molho?

[Leia mais!]
07:28:00 - Zeno -

12 Janeiro

Sem estresse

Leio no "nomínimo" que a mais nova opção 'orgânica' "é a carne – cortes de bois criados em pasto natural, tratados com homeopatia em vez de antibióticos, e abatidos sem estresse, o que teoricamente reduz os níveis de adrenalina em circulação na hora que o bicho morre. Descubro na Internet que "abatido sem estresse" significa que o animal não deve a) percorrer uma grande distância entre o pasto e o local de abate, ou seja, ser morto perto de casa, b) nunca ter contato com um animal já abatido, ou seja, morrer na total ignorância de seu destino e c) ser sedado antes do abate. Também encontrei menção à proibição de abate ritualístico (não sei bem o que isso significa mas acho que coloca a carne kosher em má situação). Tem gente disposta a pagar de 30% a 100% a mais pelo quilo de carne de um boi que morreu feliz. De olho neste mercado, um consórcio nipo-germânico já estuda formas de hipnotizar bezerros para que, chegando ao peso certo, tenham uma enorme satisfação em fazer com que seus corações parem de bater. Por conta própria.
15:05:43 - Mathieu -

.:: mês anterior :: :: :: :: January 2004 :: :: :: :: próximo mês ::.