:: home :: posts passados :: etilíricas :: je me souviens :: microcontos ::


Tectum Intuentes

Ociosidade produtiva - textos reflexivos, anotações íntimas, sacanagens e demais ressentimentos.


.:: mês anterior :: :: :: :: February 2004 :: :: :: :: próximo mês ::.

21 Fevereiro

Rimas

De uma menina que já não é tão menina, mas que era quando escreveu. Quem souber de quem é ganha uma bala.

Não passo o sinal vermelho
Não ando de pés descalços
Não ponho o dedo na tomada
Não dou gargalhadas

Não durmo sem baby doll
Não deito depois das 10
Não faço mal criações
Não falo de futebol
Não faço canções

Eu fecho as pernas pra sentar
Eu cuido pra roupa não sujar
Eu tomo o remédio na hora certa
Eu escolho as palavras pra falar
Eu saio na rua à procura de um lugar
Eu espero, eu espero

Eu espero um dia me encontrar
Eu espero um dia
Eu espero um
Eu espero
Eu
22:12:41 - Mathieu - 2 comentários

Germinal

Tenho me deliciado com o livro de Zola. Operários em greve, burguesia tremendo seus talheres de prata, hordas pelas ruas pedindo pão, socialistas planejando o fim do capitalismo, patrões indecentes, essas coisas. E pensar que pouco tempo atrás não precisávamos de um livro centenário para ter em mãos este tipo de enredo. Mudaram eles ou mudamos nós?
21:40:54 - Mathieu - Comentar

Soccer

Futebol só é coletivo na torcida.

(da série "Também sei provocar")
21:23:22 - Mathieu - Comentar

Carnaval 2004

O único post sobre o Carnaval 2004 é pra dizer que não falaremos sobre carnaval. Sim, já fomos, até que gostamos, mas pra não estragar a festa dos outros, não vamos mais.
21:14:25 - Mathieu - Comentar

18 Fevereiro

uma de-gradação

vcs. sabem, chamar alguém de burro é judiação, pq. denigre o pobre animal, inda mais nesses tempos pc, de ex-hippies calvinyuppiementeklein arrependidos, e universitaria/e desconstruídos.
no meu tempo, pc era o partidão, e a gente podia xingar mais à vontade; talvez por isso vivessemos menos deprês e mais p...s, o q. sempre nos levava a alguma ação.
[Leia mais!]
21:42:10 - John Self - 1 comentário

06 Fevereiro

Marmita inédita

Com o perdão do oximoro acima, publicamos a seguir um texto escrito no ano passado para o jornal Folha de S. Paulo e que era destinado a uma ex-futura coluna sobre televisão que acabou não acontecendo. Como o texto permaneceu inédito, vale requentar a marmita:

PIMENTA NOS OLHOS

Os números e frases que ouvimos cotidianamente e que rondam os debates sobre televisão feitos no Brasil impressionam: 97% dos lares têm aparelho de TV, 40 milhões de pessoas assistiram ao capítulo da novela na noite passada, o intervalo comercial de 30 segundos no horário nobre custa 150 mil reais, etc. Não há nada que se compare à presença avassaladora da TV, mas dizer isso é quase um truísmo.

Como falar dela, então? Diante de números assim, o sentimento costuma ser o de desorientação, pois o padrão de medida com os demais veículos perde sentido. Os duzentos mil exemplares diários dos grandes jornais, a tiragem de três mil de um livro de ficção ou os cinco exemplares xerografados de uma tese de doutorado pertencem a um outro mundo, cuja escala ainda nos é próxima.

É certo que a padroeira não ajuda. Santa Clara, cujos milagres e dons visionários a tornaram em 1958 protetora do telefone e da TV, é considerada também a guardiã dos cegos e dos portadores de deficiências visuais, e a ironia desse duplo protetorado não deveria passar despercebida.
[Leia mais!]
10:58:12 - Zeno - Comentar

04 Fevereiro

Lolita

Um dos autores deste blog, que não vou revelar o nome mas adianto que não sou eu, assina o roteiro em que coloca as palavras abaixo na boca de uma menina de 17 anos e 366 dias (pra não ser preso):

"Dizem que é errado. Dizem que é esquisito. Eu não acho. Não vejo nada de mais.

Olho pra ele e tenho diante de mim esse milagre
que é uma única pessoa, um único homem, reunindo tudo aquilo que desejo, todas as qualidades que posso imaginar e muitas que nem sei, que só adivinho que ele tenha. Ele é assim.
[Leia mais!]
23:16:11 - Mathieu - 3 comentários

.:: mês anterior :: :: :: :: February 2004 :: :: :: :: próximo mês ::.