:: home :: posts passados :: etilíricas :: je me souviens :: microcontos ::


Todos

Todos os posts do mês. Para selecionar uma seção, clique no menu ao lado.


.:: mês anterior :: :: :: :: August 2004 :: :: :: :: próximo mês ::.

31 Agosto

Gastrolíricas

feijoada

eu lingüiçinha

ela eparema
13:59:03 - Zeno - 8 comentários

Iluminuras

A pedidos, a Direção do blog decidiu mudar o título da nova seção criada na semana passada. As homenageadas continuam sendo Mulheres Pelas Quais Tropicamos, mas a partir de hoje serão graciosamente designadas pela bíblica rubrica “Iluminuras”. O intuito, como em tempos medievais, é o de auxiliar os leitores na travessia dos posts sensaborões do blog, espalhando aqui e acolá pausas que refrescam. Para reinaugurar a seção, pois, aquela que já foi uma freira em “In This House of Brede”, de 1975: Dame Diana Rigg.

deusa diana
(crdt jamesbondposterpage.com)
13:54:47 - Zeno - 8 comentários

30 Agosto

poético, 4x4

as melhores musas são da pior espécie.
e as exceções confirmam as regras.
23:03:07 - John Self - 4 comentários

A Vila (2004)

Como nos xaropes e ungüentos do tempo das avós, o novo filme de M. Night Shyamalan não é lá essas coisas, mas também não faz mal a ninguém. A mise-en-scène, expressão mágica que define o indefinível, tem a qualidade vista nos filmes anteriores do moço, com panorâmicas lentas e tracking shots que espicham o tempo e a sensação de "algo importante e extraordinário está prestes a acontecer". O roteiro, com dois twists no final, poderia ser melhorzinho, já que um é boboca e outro, irrelevante, e nenhum funciona a contento. Do elenco com nomões (William Hurt, Sigourney Weaver, Adrien Brody e Joaquin Phoenix), quem está realmente bem é a garota semi-desconhecida que faz o papel da cega. Ruim, mesmo, só a campanha promocional feita para o lançamento do filme, com aquelas besteiradas de “não revele o final para ninguém”, etc, principalmente porque não há nenhuma revelação bombástica, esquemão “Sexto Sentido”, à espreita da desavisada platéia.
10:30:45 - Zeno - 7 comentários

Valadares

Para comemorar o ouro do vôlei e o atropelamento do pobre Vanderlei, nada melhor que algumas rodadas de petiscos e alcoóis no primeiro e único Valadares, que agora são três, um em frente ao outro na Rua Faustolo e um terceiro na Rua Coriolano. Antes, duas constatações triviais: beber em bairro é sempre um prazer e um suplício pedestres: ao agrado do deslocamento por calçadas, cachorros e casas térreas junta-se a peregrinação de bar em bar à procura de algum que abra nas silenciosas noites de domingo e enfrente a reclamação dos vizinhos. O Valadares é uma instituição de mais de quarenta anos devidamente louvada por gente mais qualificada que nós, portanto limitemo-nos a duas observações: a caipirinha de vodka, a modestas sete pratas, é bem boa e vem à moda antiga, coada, o que evita as cenas românticas de casais em que um alerta o outro sobre um fiapo mais saliente. Os petiscos são sensacionais, com destaque para o subsetor bolinhos de qualquer tipo. Nossa equipe de campo não teve culhão (segundo o Aurélio, o certo é colhão – alguém sabia?) para provar o culhão de boi que faz a fama da casa, mas há outros acepipes menos improváveis que podem acompanhar as bebidas com igual masculinidade.

Nota: 8,5 graals
09:56:27 - Zeno - 1 comentário

27 Agosto

Ainda a crise empregatícia

Alertados por um conselho amigo, resolvemos consultar novamente o Oráculo de Googles (a primeira vez foi aqui) em busca de respostas para a expressão “Eu mexo com”, esse ícone do rearranjo trabalhista da geração pós-fordista e pós-Rodada de Doha e que tantas vezes apareceu aqui no blog, na seção Zenices, nas última semanas – mas com uma diferença crucial: a grafia. Se pesquisarmos a expressão "eu mecho com", aparecem gloriosas 50 ocorrências, dentre as quais "eu mecho com cálculo", "eu mecho com photoshop", "eu mecho com a mullé dos outros", etc.

Lôco, né?
08:00:00 - Zeno - 2 comentários

Maçã com bixo

No conhecido Fla-Flu dos PC's versus Mac's, que tem parte da disputa travada aqui mesmo na fiRma onde batuco estes pixelzinhos (veja aqui outro post a respeito), um novo lance pode começar a pender a refrega para o lado dos billgateanos. Ao instalar o novo sistema operacional da Apple numa máquina, ela singelamente avisa: "Iniciando a seção". Bad barbie, no donut for you.
07:38:00 - hubbell - 3 comentários

Eu me lembro

Eu me lembro de uma entrevista que o Ronaldão, à época jogando no São Paulo, deu para a revista Placar, em que ele dizia que queria se cultivar, ler bons romances, ouvir discos de jazz, etc. Foi a primeira vez que vi um quarto-zagueiro de alma sensível.
07:07:00 - hubbell - Comentar

26 Agosto

Mulheres pelas quais tropicamos

produto 100% nacional
Por sugestão do nosso priápico colaborador John Self, inauguramos uma nova série, ou melhor, uma galeria de moças com o poder de provocarem tropeções e escorregadelas nos incautos que as contemplam. Pra começar a tropeçar com o pé direito, com vocês a moça que foi eleita um dos três melhores bumbuns da Olimpíada de Atenas, a formosa Ana Paula, do vôlei de praia.

(crdt afp)
09:53:00 - Zeno - 9 comentários

25 Agosto

Modéstia, thy name is Zeno

"La inteligencia me persigue, pero yo soy más rápido."

Ou, em outros termos:

"No soy un completo inútil... Por lo menos sirvo de mal ejemplo."

(da série Frases Imortais dos Luthiers)

(quem são eles? Veja aqui, aqui, aqui, aqui e aqui)
13:30:52 - Zeno - 5 comentários

Mais feios! Mais sujos! Mais malvados! E com décimo-terceiro parcelado!!

Um singular conluio de forças cósmicas (aka trampo até as tampas) impediu, nas duas últimas semanas, que nossa equipe de hipopótamos escrevesse com mais assiduidade e menos esses aqui no blog. Para os que se regozijaram antes do tempo com nossa ausência, sabidamente preenchedora de várias lacunas, fica o anúncio: estamos de volta, e com menos intervalos comerciais! E com tecla SAP: para ler este post em alemão, clique aqui. Em russo, aqui. Em aramaico, aqui. Forte abraço pros nossos dois leitores, Douglas e Gustavo, e beijos pros que fôda família.
12:18:32 - Zeno - 6 comentários

18 Agosto

roman-tique

e então o galã das 7 vira prá gatinha emburrada ao fim da enésima rusga, fotogênico & penetrante abraço e perdoada automática:
o que importa, amor, é que o que é firme entre nós permanece...
02:54:25 - John Self - 5 comentários

13 Agosto

Bushismos

Em tempos de bate-bocas animados por conta da temperatura elevada do filme de Michael Moore, vale a pena indicar, pra quem ainda não conhece, o visitadíssimo site "The Complete Bushisms", coletânea divertida de frases imortais do presidente texano organizada por Jacob Weisberg, co-editor da revista Slate. Segue como aperitivo: "Gostaria de agradecer a meu amigo, o senador Bill Frist, por se juntar a nós hoje (...) Ele se casou com uma garota texana, é bom que vocês saibam (risadas). Karyn está aqui conosco. Uma garota do oeste do Texas, como eu." Nashville, em 27 de maio de 2004.
08:25:00 - Zeno - 2 comentários

Eu me lembro

Eu me lembro de não ter comprado a edição da Brasiliense com as entrevistas Hitchcock/Truffaut por esnobismo. Na época do lançamento do livro no Brasil, eu já tinha uma edição espanhola de bolso, anotada, fichada, rabiscada e mantida à mão como troféu boboca de precocidade cinéfila. Quebrei a cara, evEdentemente, porque a edição da Brasiliense era maravilhosa e saiu de catálogo tempos depois, com a falência da editora, e mesmo nos sebos o livro se tornou raridade. Para mostrar que até os idiotas merecem perdão, a Companhia das Letras anuncia na sua newsletter o relançamento do livro para o dia 11 de agosto, anteontem, nas melhores casas do ramo e numa edição ainda melhor que a da editora do falecido Caio Graco. Para quem não conhece o livro, garanto que vale cada um dos extorsivos 65 reais divulgados. E olha que não ganhamos jabá nenhum pra noticiar isso.

(da série "Filmes Esquisitos" encontra "Je me souviens")
07:46:00 - Zeno - 6 comentários

12 Agosto

Limpe seu nome na praça

Com a rapidez que sempre nos caracterizou, segue nossa singela homenagem ao Dia dos Pais, acrescida do seguinte comentário/legenda: "E eu que passei a vida atrás de uma, agora já dá pra pedir via celular."

negocião
14:27:31 - Zeno - 9 comentários

11 Agosto

Fina flor

Outro biscoito para adoçar papilas cinéfilas: já começaram as filmagens do novo longa do Brian de Palma (que depois de anos gramando baboseiras sub isso e sub aquilo - com a honrosa exceção do magnífico Blow Out -, aprumou a carreira nos últimos tempos e fez vários filmes muito dignos, a partir de Carlito’s way): Dália Negra, baseado no livro do James Barra Pesada Ellroy, com Mark Wahlberg (nem tudo é perfeito), Josh Harnett e Scarlet Johansson. Los Angeles e o resto do mundo tremerão.
16:58:03 - Zeno - 9 comentários

O lado derrotista sempre vence

Nossa modesta sugestão para o prêmio de Melhor Título de Filme em 2004 é o representante colombiano no próximo Festival de Veneza: "Perder es cuestión de método". Garantam seus ingressos antecipadamente: com um título assim, só pode ser biscoito fino. Com aquele açúcar de confeiteiro hecho en colombia polvilhado em cima.
15:22:09 - Zeno - 4 comentários

Não há limites para o aviltamento

O intrépido Laurent C. e a prata da casa Zeno, também conhecidos como a dupla de zaga franco-italiana do Paris Saint-Germain, assinaram uma parceria cinematográfica que rendeu um curta metragem batuta a partir de um roubo descarado de uma idéia do Cortázar. E o bom de montar duplas assim é que um sempre pode usar o outro como desculpa: "Mas essa cena tá uma merda!", "A culpa é do Fulano, que não soube dirigir os atores", ou "Que merda de diálogo é esse?", "Quem escreveu foi Sicrano", etc.
12:28:21 - hubbell - 5 comentários

09 Agosto

Procura-se X

Estou à procura de um conto de tipo agressivo-Nova Geração onde possa encaixar o seguinte trecho: "As estrelas caíam no Alabama enquanto Teresa se maquiava". Pago bem. Sigilo garantido. Cartas aqui para o blog.

07:32:00 - Zeno - 4 comentários

05 Agosto

Samurai

No térreo, um honesto restaurante japonês. No primeiro andar, um animado bar com karaokê e garçonetes mais solícitas, o que dá um novo e inesperado sentido à expressão "combo de sushi e sashimi". Depois de duas garrafas de saquê, nossa equipe de reportagem criou coragem e perguntou às moças brasileiras que acompanhavam um grupo de executivos japoneses: "Puxa, como é que vocês conseguem falar japonês tão bem?", "Na verdade a gente não fala, só decoramos algumas frases, como 'Beijo na boca, não – só no rosto', coisas assim. Sabe como é, nenhum deles fala brasileiro." Emocionados com o depoimento, nossos repórteres terminaram a noite assassinando algumas belas cançonetas no telão do videokê, com os sofás amassados e os dúbios hashis como testemunha.

Nota: 7 graals.
14:54:53 - Zeno - 12 comentários

Diálogos pedagógicos

(...)
-Esta é, em poucas linhas, a orientação educacional da nossa escola, caso o senhor tenha interesse em pôr seu filho aqui conosco.
-Uma última pergunta: como é o corpo das professoras?

(da série "Piaget de amor não dói")
09:57:44 - Zeno - 3 comentários

Diálogos paulistanos

-E você, o que faz?
-Eu mexo com literatura visceral.
-Legista?

(da série "Eu mexo com...")
09:02:55 - hubbell - 5 comentários

Eu me envergonho

Eu me envergonho de uns lances aí.
08:57:34 - hubbell - 4 comentários

03 Agosto

Eu me lembro

Eu me lembro de uns lances aí.
08:33:00 - Zeno - 53 comentários

Campanha Antidrogas

"No te metas en el mundo de las drogas... Ya somos muchos y hay poca."

(da série Frases Imortais dos Luthiers)

(quem são eles? Veja aqui, aqui, aqui e aqui)
07:15:00 - Zeno - 3 comentários

02 Agosto

Novo reality show na TV Record

borbão, hickmão e amorim

"Duas gostosas e um anão", diariamente às 17:30.
16:38:00 - hubbell - 9 comentários

Casal bobo, diálogos feios, sujos e mais bobos ainda

Ela : putz, que barulhinho nojento esse, hem?

Ele : acho que é motosserra, devem estar podando as árvores da rua.

Ela : mas de novo?

Ele : é mesmo, acho que é a terceira vez só este mês. O que será que eles tão aprontando?

Ela : só pode ser a primeira rua do mundo arborizada com bonsai.

(crdt para Ela-Cynthia e Ele-Nelson)
07:14:00 - Zeno - 6 comentários

01 Agosto

Mal traçadas, mas numa embalagem elegante

Segundo uma nota publicada na Folha de S. Paulo deste sábado, os aspirantes a escritor viajandão podem comprar os famosos cadernos Moleskine (mencionados aqui no Zeno neste post) na Casa do Saber, o curioso consórcio que reúne secretários de educação, jornalistas opinativos e belas atrizes, ao inacreditável preço de 90 reais cada. Depois de terem sua fabricação encerrada nos anos oitenta, os cadernos voltaram a ser produzidos em meados dos anos noventa por uma empresa italiana, a Modo & Modo, e podem agora ser encomendados pela web na loja inglesa Mojo, no endereço www.mojolondon.co.uk, seção Office. O modelo clássico, do tamanho do bolso da calça velha, azul e desbotada, custa simpáticas oito libras (sem as taxas de envio) e pode fazer mais por sua carreira de escritor que muita oficina literária existente por aí.
15:22:43 - Zeno - 2 comentários

.:: mês anterior :: :: :: :: August 2004 :: :: :: :: próximo mês ::.