:: home :: posts passados :: etilíricas :: je me souviens :: microcontos ::


Tectum Intuentes

Ociosidade produtiva - textos reflexivos, anotações íntimas, sacanagens e demais ressentimentos.


.:: mês anterior :: :: :: :: September 2005 :: :: :: :: próximo mês ::.

30 Setembro

Trilha sonora do plebiscito

A gente é a favor da proibição do comércio de armas (alguém aí é contra?), mas a tia Morrissey o foi sem querer, avant-la-lettre, como comprova a muzguinha aí abaixo.

É isso aí: bissinha que é bissinha não precisa de revólver. Revolve o coração da gente e mata só com a força do topete, só no carão...

Lido é lindo, mas ouvido é mais ainda. [Leia mais!]
14:44:27 - Pinto - 6 comentários

Húngaro em uma lição

Já que o estudo de línguas bizarras deu o ar da graça por aqui, segue trecho do prefácio do Guimarães Rosa para a Antologia do Conto Húngaro, traduzida e editada por Paulo Rónai em 1956, em que o autor do Grande Sertão comenta alguns aspectos do idioma húngaro:

"Das relações proposicionais mediante sufixos, por curiosidade vejamos a seguinte lista:

ház: casa.
házban: na casa.
házba: à casa (direção).
házra: sobre a casa (direção).
hazzal: com a casa.
háznak: à casa (dativo).
háztól: da casa (afastamento, proveniência).
háznál: perto da casa.
házhoz: para perto da casa.
házig: até a casa.
házé: da casa (genitivo em complemento predicativo).
házért: por causa da casa.
házzá: feito casa (reduzido a, tornado casa).
házul: como casa (à guisa de).
házként: como uma casa (comparação).
házon: sobre a casa (estático).
házról: da casa (idéia de afastamento de alto para baixo).
házam: minha casa.
házad: tua casa.
házamban: em minha casa.
házaimban: em minhas casas.
etc. etc. etc.

Com um adjetivo, agora. Seja a ser (de enged, deixa, megenged, admite, megengedhet, pode admitir):

megengedhetetlen: inadmissível.
megengedhetetlenebb: mais inadmissível.
legmegengedhetetlenebb: o mais inadmissível.
legeslegmegengedhetetlenebb: o mais inadmissível de todos.
legeslegmegengedhetetlenebbekkel: com os mais inadmissíveis de todos.

E, embora de légua-e-meia, esta última não é propriamente uma palavra composta. Donde bem, por essas e por outras, contam que Carlos V, que desde muito menino teve de estudar uma porção de idiomas, por quantas terras e povos em que reinar, costumava dizer que: o espanhol era para se falar com os reis, o italiano com a mulher amada, o francês com o amigo, o holandês com os serviçais, o alemão com os soldados, o latim com Deus, o húngaro... com o diabo."

(da série: posts longos por não sabermos, em húngaro, onde cortar)
07:51:00 - Zeno - 13 comentários

29 Setembro

shit-shit-banguebangue

ó, ocride siquizé, mas o argumento mais sensato sobre o fumegante assunto foi achado sem querer, que a anta aqui ñ tava nem aí.
gostei e já comprei meu colete p/ enfrentar as hordas decorrentes.
até pq., vejabem, devido a uma invencível precisão por diversas coisas, digamos, ñ liberadas, conheci pessoal/e alguns mandantes das consequencias.
creio ñ ser lugar p/ pessoas de bem: os inimigo 'tão sempre dôtro lado.
o que 'manda bala'.
17:23:41 - John Self - 4 comentários

27 Setembro

Com o copo que entornas

Como a acusação, recebida na caixa de comentários, é séria e bem escrita, merece transcrição e resposta aqui na primeira página:

"O Blog de Vocês Não Presta (1):

Motivo: deturpam e sonegam informação. Explico: eu também encontrei a Estella [nota do editor: a cerveja belga Stella Artois] no Carrefour, linda, loura, gostosa, tipo "fortinha" como se falava antigamente. Fiquei imaginando a ascendência da moça, o melhor da casa Chimay, Breda, e do parentesco aristocrático com os holandeses e alemães. Qual não foi minha surpresa ao descobrir que a moça vem de Jaguariúna mesmo!?!? Nenhum bloggista vagaba pra dar a info!!!! Moreover,há acordo entre vocês (o Zeno) e o grande capital multinacional. Explico. Descobri que o blog tem acordo com a Interbrew, o nome do pai da moça de Jaguariúna. Em troca da Estella no Brasil, o Zeno vai enfiar o Van Damme (a família do moço tem 33% das ações) em umas produções Z brasileiras que ele fica decupando por aí. É um acordo espúrio, desonesto e...ainda pior. O CADE não foi sequer notificado!!!!! Isso é canalhice, gente, safadeza da grossa!!!! Trocando gata por celebridade!

Vocês não valem NADA!!! Ass. Tio Ethan."

Resposta: é verdade que eu havia prometido, no comentário ao post sobre o lançamento da belga, uns pitacos posteriores sobre o mundo das louras geladas. Não escrevi por pura falta de tempo, ainda que pese sobre o blog a acusação de ser escrito por um bando de desocupados. É pena, também, que o Tio Ethan não priva com meu círculo próximo de amizades, pois teria escutado embevecido (com trocadilho, claro) meu longo blábláblá antiJaguariúna feito no domingo à noite, entre um pedaço de pizza e outro. A promessa, reiterada, é a de que o assunto cerveja voltará num post próprio. Quanto às insinuações fílmicas, nas duas palavras mágicas recitadas recentemente por Dirceu Eisenstein: repilo, repilo. Obrigado pela paciência. Com o lúpulo que me atiras construo minha birra.
20:04:40 - Zeno - 2 comentários

Meus heróis não morreram de overdose

Don Adams, Golias, Mussum, Zacarias, Costinha, Rony Cócegas. Jerry Lewis e Zé Bonitinho já estão com mais de 80 anos. Tirando o Mussum e o Zacarias, morreram ou vão morrer velhinhos. Concluo que fazer rir faz bem à saúde e o Didi faz mal. Dedé é prova viva. Ou quase (viva).
11:24:38 - Sorel - 2 comentários

Com as objeções que me fazes

Se você mantém um blog que não contribui em nada para a correta compreensão do mundo pós-Rodada de Doha, e que ainda por cima é tachado de elitista e desocupado por trabalhadores honestos do terceiro setor, uma boa sugestão é apelar ao bom e velho truque de acarinhar as massas com citações de auto-ajuda edificantes, desde uma "pensata" do Rubem Alves, um refrão inspirado do Oswaldo Montenegro ou mesmo trechos como o que segue abaixo, do Bruxo de Kaliningrado:

"Die subjective allgemeine Mittheilbarkeit der Vorstellungsart in einem Geschmacksurtheile, da sie, ohne einen bestimmten Begriff vorauszusetzen, Statt finden soll, kann nichts anders als der Gemüthszustand in dem freien Spiele der Einbildungskraft und des Verstandes (sofern sie unter einander, wie es zu einem Erkenntnisse überhaupt erforderlich ist, zusammen stimmen) sein, indem wir uns bewußt sind, daß dieses zum Erkenntniß überhaupt schickliche subjective Verhältniß eben so wohl für jedermann gelten und folglich allgemein mittheilbar sein müsse, als es eine jede bestimmte Erkenntniß ist, die doch immer auf jenem Verhältniß als subjectiver Bedingung beruht." (crdt: Kritik der Urteilskraft, Akademie Ausgabe, Band V, S. 217-8, #9)
11:05:00 - Zeno - 15 comentários

26 Setembro

Vamos baixar o cone do um minuto de silêncio

Tchauzinho

Don Adams (19??-2005)
20:26:38 - Pinto - 8 comentários

Com as fotos que me mandas

Se você mantém um blog sem conteúdo e cuja relevância para a discussão das economias pós-fordistas é nula, uma boa dica pra buscar inspiração para novos textos é a caixa postal com os comentários dos visitantes punheteiros, sempre capazes de surpreender mesmo os veteranos aqui da redação. Segue a seqüência de quatro e-mails recebida na semana passada, enviada por um tal Junior e com a grafia original mantida:

"quero fotos de mulheres fazendo sexo."

"quero fotos do paris hilton."

"quero receber fotos de famosas e amadoras nuas."

"espero que mande, pois seu site é muito bom."
10:26:35 - Zeno - 5 comentários

Com as pedras que me atiras

"Esse blog de vocês é uma besteirada só. Não diz nada de interessante, não tem conteúdo, não tem análise, a gente lê e pensa 'Ah, tá, e daí?'. Parece escrito por quem não tem nada melhor pra fazer e lido por gente idem. É metido a engraçadinho, mas as piadas, cheias de referências cifradas, só vocês mesmos entendem. As pessoas que comentam também são sempre as mesmas, uma panelinha que imagino formada por desocupados como vocês. Em resumo, é chato, só chato. Ah, sim, e o mais importante: é presunçoso. Infinitamente presunçoso."

(crdt: o amigo de fé e crítico camarada jpcv, ontem à noite, em depoimento exclusivo à nossa equipe de reportagem)
10:10:12 - Zeno - 30 comentários

25 Setembro

Citação do dia

"Os políticos usam o termo 'normalidade deslizante' para se referir a essas lentas tendências ocultas por trás de flutuações confusas. Se a economia, a educação, o trânsito, ou qualquer outra coisa estiverem se deteriorando aos poucos, é difícil reconhecer que cada ano sucessivo está em média ligeiramente pior do que o anterior, de modo que o padrão básico daquilo que constitui a 'normalidade' muda gradual e imperceptivelmente. Pode demorar algumas décadas de leves mudanças anuais até que as pessoas se dêem conta, com surpresa, de que as condições constumavam ser muito melhores algumas década antes e que aquilo que se considera normal hoje em dia é uma deterioração daquilo que era normal anteriormente."

Lindo, né? A cara de SP, mas é também leitura fundamental para saber como este planetinha seguirá adiante. Em promoção aqui até outro dia desses.
14:33:00 - Pinto - 1 comentário

22 Setembro

Rita na ilha

O tempo está fechado e chove desde ontem a noite. Melhor seria se estivesse em São Paulo. Droga.
17:37:55 - Sorel - 5 comentários

21 Setembro

De que lado você samba?

Bons são os momentos em que a chapa esquenta pra gente ver quem é o quê. Aos que desancaram (e desancam) a dona Marilena —com tanta personagem no panteão nacional mais adequada pra isso—, recomenda-se a leitura da carta que a professora escreveu aos seus alunos, republicada na Folha de hoje.

De minha parte, tudo considerado, se é pra falar mal ou fazer troça de alguém, continuo preferindo o Bornhausen, aquele gentleman empenhado em "acabar com a raça petista".

Pra quem não é assinante, a íntegra da carta "A mídia diz: somos onipotentes e fazemos seu silêncio falar" segue no linque. [Leia mais!]
10:48:00 - Pinto - 16 comentários

19 Setembro

Jabá úmido

O amigo de fé e brother camarada Matthew S. manda o recado e a gente divulga:

tanto faz
18:01:36 - Zeno - 1 comentário

15 Setembro

Jabá com foie gras

O amigo de fé e frère camarada Sylvain Barré, decididamente um sujeito que não está nesta vida a passeio, venceu o recente Festival do Minuto que teve por tema "Silêncio". Quem quiser conferir, clique aqui e selecione o vídeo "Barreira do Som" numa das janelinhas à esquerda da página. Diversão garantida ou seu minuto de volta.
07:24:00 - Zeno - 2 comentários

14 Setembro

Memorabilia

Sabe trilha sonora de seriado setentão, tipo "Vegas"? Ou então aquelas instrumentais que o tio Sílvio punha pras misses desfilarem? Tem aqui.

Cafona? Sem dúvida. Delicioso? Idem. Eu não criei coragem pra po$$uir um ainda, mas vou acabar cometendo essa insanidade. Bobeando, na veneranda CD Point é mais barato... Esses caras, aliás, deviam dar um jabá pra gente.
12:07:39 - Pinto - 3 comentários

13 Setembro

Para compreender a Daslu

Selassié ou não é?

"Será que o senhor faz idéia do significado do dinheiro num país miserável? Esse é um conceito bastante diferente em países ricos e países pobres. Num país rico, o dinheiro é algo valioso, que permite adquirir bens, e aquele que o possui é um mero comprador; mesmo um milionário não passa de um comprador. E num país pobre? Num país miserável, dinheiro é como uma maravilhosa cerca-viva, uma sebe espessa, estonteante e sempre florida que protege o senhor de tudo e de todos. Ela o impede de ver a miséria do outro lado, de sentir o fedor da pobreza, de ouvir o clamor proveniente da escória humana. Ao mesmo tempo, o senhor tem consciência de que tudo isso existe, e por isso mesmo sente-se orgulhoso de poder contar com essa sebe. Se o senhor tem dinheiro é como se tivesse asas —o senhor é como uma ave-do-paraíso que deixa a todos maravilhados."

Mais? A Etiópia é aqui.
12:00:00 - Pinto - 6 comentários

Recolocação profissional

Lembra daquele iraquiano lunático que arengava com os EUA antes da guerra?

Ele dá expediente hoje como editor da Hora do Povo. Só pode. Ou então puseram um selinho de LSD no bebedouro da redação, ou algo assim.
07:00:00 - Pinto - 3 comentários

11 Setembro

Memória ruim é foda

"Vem cá, eu te comi?"

— Gerald Thomas, nesta entrevista imperdível.
23:31:34 - Pinto - 3 comentários

08 Setembro

O cocô do Cacá e a caquinha da Aninha

Nem sexta, nem sábado, nem domingo. O Criador deveria descansar na quarta-feira*. Aí poderia ligar a TV sossegadão e espiar a quantas andam Suas criaturas. De repente até tomava umas providências. Ou ao menos Se punha a refletir sobre certas impropriedades Suas.

Ele poderia sintonizar no "Fora do Ar", por exemplo. Quem nunca assistiu, aliás, deveria: é um programa do SBT no qual trocam idéias (?) uma Hebe Camargo taxidermizada, uma Adriane Galisteu empoleirada (na poltrona), um Jorge Kajuru para o qual sempre me faltam descritivos e um alinhado Cacá Rosset, dândi até sair sangue.

Dia desses, Cacá teorizava horrores sobre o clítoris, de quem se anunciava íntimo, para arrematar com a máxima ("Pesquisas recentes comprovaram" etc. etc.):

"O clítoris na mulher é análogo ao pênis masculino".

Cogitei escrever à produção protestando contra a discriminação dos clítoris masculinos, ou enviar fotos de pênis de mulheres como contraditório, mas apenas rezei para ver se o Criador não topa revogar aquele lance de "Crescei-vos e multiplicai-vos". Ou então reconsidera esse troço de hermafroditismo. Sempre dá muita confusão.

* Isso porque quarta na TV também é dia de debates no "Programa do Jô". Não bastasse o cabotinismo do apresentador, uma inacreditável Ana Maria Tahan debate-se na tela, provando por A + B que jornalismo é coisa que se faz menos com o cérebro que com os intestinos. Mas aí já é dose que nem o Criador agüenta.
10:00:00 - Pinto - 8 comentários

07 Setembro

Hermetismo nos fundos da Fidalga

meus caros e meus ácaros

O convite partiu do nosso arguto comentador Alê e se tornou extensivo: nesta terça, 13, não perca o sensacional lançamento da não menos sensacional Ácaro, que chega ao seu terceiro número.

Nas palavras do próprio, com grifo nosso: "Considerem-se convidados para a festa na Garagem Hermética da Vila Madalena (ao lado do Soteropolitano, com entrada pelo corredor do Santagula), Fidalga, 340, Fundos".

Com um convite assim, nem precisava a revista ser boa. A coisa promete!
08:00:00 - Pinto - 4 comentários

05 Setembro

E com a palavra...

"Coisa de artista

FFHH tornou-se um primoroso imitador de Lula. Imita da rouquidão à sintaxe.

Seu desempenho só é superado pelas imitações que faz do professor Fernando Henrique Cardoso."

(crdt : sua santidade elio gaspari, na coluna de ontem.)
11:00:00 - Pinto - Comentar

No meio da sala havia uma geladeira, havia uma geladeira no meio da sala

É provável que existam coisas mais estranhas do que chegar ao escritório pela manhã e topar com uma geladeira embalada no meio da sala. Pessoalmente, não as conheço - mas é provável, repito, que existam. Algumas possibilidades que foram aventadas nestas horas matinais de segunda-feira para explicar a presença do monolito branco misteriosamente aparecido:

1-seu companheiro de sala arrumou uma amante e não pode entregar o troço no endereço oficial.
2-é uma nova tendência no mercado de frigobares, intitulada "geladeira completa com freezer e porta separada".
3-fica bem como objeto de decoração, além de proporcionar um som bacanudo quando percutida (por conta do plástico e do isopor).
4-é uma nova modalidade de prática esportiva, intitulada "carregue a geladeira pelos corredores do escritório 20 vezes, com pausas de 5 minutos entre uma série e outra".

Sem mencionar o prazer insuspeito de ter de responder às inquirições de quem entra na sala: "Mas o que é isso? Uma geladeira?", "Não, Pedro Bó, é um minifogão Bosch elétrico com layout português"; "Vocês perceberam que tem uma geladeira no meio da sala?", "Geladeira? Mas o entregador me garantiu que era um abajur escandinavo da Etna!"; "Não é meio grande essa geladeira pro escritório de vocês?", "Eu falei que a gente devia ter medido a parede antes"; etc, etc, etc.

(é preciso admitir que o post acima é requentado – refrigerado? –. Duas semanas depois de sua redação o monolito antikubrickiano foi retirado. Mas como a gozação permanece, achamos oportuna sua publicação, ainda mais que no fim de semana teve promoção das Casas Bahia. Tremei, babuínos ocupantes da Sala 07, que os primeiros acordes da nova valsa já começaram).

(do nosso correspondente em plagas praieiras e chuvosas do feriadão, a 9000 kbps)
07:46:00 - Zeno - 1 comentário

01 Setembro

Santo do dia

Ah, sim, antes que alguém se esqueça: todo poder a Fernando Gabeira.
10:11:13 - Pinto - 2 comentários

.:: mês anterior :: :: :: :: September 2005 :: :: :: :: próximo mês ::.