:: home :: posts passados :: etilíricas :: je me souviens :: microcontos ::


Filmes esquisitos

Nós gostamos mesmo é do escurinho.


.:: mês anterior :: :: :: :: November 2005 :: :: :: :: próximo mês ::.

30 Novembro

nem tudo every day ever dade

o que imita quem
ou o quê
?
03:23:08 - John Self -

07 Novembro

Sueco em uma lição

Aproveitando o mote das duas caixas de DVD's recém-lançadas, com seis filmes da Greta Garbo (dos quais, pra quem não é garbomaníaco, apenas dois são imprescindíveis – "Rainha Cristina" e "Ninotchka" – e segue de brinde reclamação sobre a Warner brasileira e sobre os nossos amiguinhos jornalistas, que não se deram ao trabalho de checar que as caixas brasileiras são versões sucateadas da caixona americana, cheia de extras e de filmes da fase cinema mudo da atriz), lembro de um diálogo bacanudo do primeiro filme americano do Billy Wilder, The Major and the Minor ("A incrível Suzana", em português), de 1942, em que a Ginger Rogers tenta convencer um desconfiado bilheteiro de trem de que ela é uma garotinha sueca dimenor que tem direito a pagar meia passagem:

- Se você é sueca, fala aí alguma coisa em sueco.
- "I want to be alone".

(para mais idiomas estrangeiros em uma lição, clique aqui e aqui)

(para mais billy wilder, clique aqui)
10:37:28 - Zeno -

01 Novembro

In Memoriam

Da série: Foi bom enquanto durou. Felizes os que souberam aproveitar: ciclos de Satyajit Ray, Robert Siodmak, Jean-Pierre Melville, Ozu, Max Ophüls, Renoir, Preston Sturgess, etc infinito, além dos temáticos - filmes noir, filmes de terror da Hammer, comédias screwball, faroestes dos anos trinta, outro etc infinito. É dura a vida de cinéfilo orfão.
22:05:15 - Zeno -

.:: mês anterior :: :: :: :: November 2005 :: :: :: :: próximo mês ::.