:: home :: posts passados :: etilíricas :: je me souviens :: microcontos ::


Zenices

Pensamentos de Zeno acrescidos de pérolas de igual verve vindas de procedência vária.


.:: mês anterior :: :: :: :: November 2005 :: :: :: :: próximo mês ::.

29 Novembro

Que HBO, que nada

Banner com uma foto de mulher pelada + os seguintes dizeres (grafia preservada), do lado de fora de um motel no início da Piaçaguera, sentido Guarujá-SP: Motel Roma. Venha à Roma e traga seu monumento.
10:24:39 - Zeno -

26 Novembro

Nothin´but trouble (acho que já usei esse título)

Man, em sendo quase nove da manhã (em algum lugar do planeta, inexoravelmente, é a hora, ensinou-me a empiria, e o Phileas Fogg, o amante pontual das brumas. Também tem o lance do Secret Agent do Conrad, mas fica longo) e você ouve Mel C (é a "Sporty") e, pior, acha way cool, as coisas andam bem esquisitas. Scary.
08:31:57 - hunter -

22 Novembro

Mentiras sinceras

Não há nada mais esclarecedor que a publicidade quando resolve dizer umas verdades, nem que seja involuntariamente.

O anúncio em que dois imbecis enfiam o focinho numa lavadora de roupas para enunciar as virtudes do Listerine, por exemplo, faz jus ao DNA do produto: começou como desinfetante pesado, não agradou e teve a fórmula diluída até virar colutório. A história está neste livro, que aliás deve ser lido por outras revelações que faz, melhores e mais relevantes.

Outro anúncio, na verdade uma campanha inteira, é o do ubíquo McDonald's, que cria um clima policial para apresentar seus "sandubas" como "matadores". Não sei se o pessoal do manajument da lanchonete andou assistindo Super Size Me ou mesmo já ouviu falar do advento do mau colesterol, mas que ninguém os acuse de não dizer com todas as letras a que vem aquela comida.

Em ambos os casos, publicitários, gerentes de produto e toda a cadeia de parvos envolvida acha que está arrasando. E vai ver está mesmo.
15:30:00 - Pinto -

18 Novembro

Cultura popular II

Depois do sucesso da nossa campanha de doação temporária de órgãos, vai aqui uma sugestão para folheto de rua: Trago a pessoa amada em 24 horas. Devolvo em 48.

(da série: Tertium Non Datur)
15:27:03 - Zeno -

Cultura popular

Folheto de rua visto recentemente: Pai Ambrósio. Curo qualquer tipo de doença (até viadagem). Jogo cartas, búzios e bilhar.

(da série: Vox Populi Vox Dei E Daí)

(crdt folheto: nena)
15:20:08 - Zeno -

08 Novembro

Os ricos também zurram

Em resposta a Cultura & Elegância, a Pangaré Books, braço editorial do HZ, programa para breve —no Terraço Daslu, claro— o vin d'honneur d'horreur de Ignorância & Cafonice (prefácio de César "Blow" Giobbi, orelhas por Daniel Pizza), um compêndio de informações úteis que ninguém pode desconhecer para se aprimorar sendo a pessoa que afinal já é.

Textos substanciosos de diversos autores relacionarão obras básicas para ver ("Velozes e furiosos II", "Anaconda"), ler ("Quem mexeu no meu queijo", "O monge e o executivo"), vestir (Fendi e Versace são um must) e ouvir (Chiclete com Banana, Jorge Vercilo, Kenny G). Além disso, o livro terá mapas detalhados de onde ir (Miami, Cancún, Vila Olímpia), que obras exibir em casa (Romero Britto, Fernando Botero, Roberto Camesmie) e até mesmo roteiros para diálogos ("Linda a sua chapinha, parece até natural!", "Ficou ótimo o seu busto. Foi o Pitanguy?"), tudo para não deixar dúvidas sobre o seu apurado senso de imbecilidade e de impostura.
23:35:34 - Pinto -

07 Novembro

Melhor que a Hebe

E hoje tem o tal Roda Viva com o Excelentíssimo, programa de número mil, pena que a entrevista foi gravada, e não ao vivo. E vendo o de 999, na semana passada, com o brazilianista Thomas Skidmore, lembrei do apelido que ele tinha lá na minha faculdade: Skidless.
17:14:18 - Zeno -

Ou isso ou aquilo

How do you do, Dutra?

Uma diferença fundamental nos separar dos gringos. Vou chamá-la aqui de Índice de Determinação das Coisas (IDC), e enunciar minha teoria assim: o que para nós está próximo, para eles é distante, e nisso apenas reside boa parte da incapacidade de compreensão mútua entre Brasil e EUA.

O que para nós é "Não diga isso", um pronome demonstrativo que evoca proximidade, para eles vira "Don't say that" (= "aquilo", ergo, distância).

Como teoria lingüística, antropológica ou mera empulhação mesmo, poderia explicar muita coisa, ou pelo menos servir para preencher as horas e horas a que duas criaturas tão carentes de repertório, idéias, recursos e expressões faciais foram obrigadas a se submeter por conta de um excruciante protocolo diplomático.

Ou vai ver eles conversaram foi sobre isso. Se não foi, certamente foi sobre aquilo mesmo.
16:48:20 - Pinto -

03 Novembro

Desemprego à vista

Vou até o bebedouro da fiRma e descubro que o cesto de lixo que recebe os copos de plástico agora vem com a etiqueta "Lixeira inteligente – seu plástico reciclado com sabedoria". Se eu fosse jornalista, começaria a ficar preocupado com uma futura invasão de lixeiras na redação.
08:00:00 - Zeno -

01 Novembro

Achtung!

Alguém precisa avisar à "inteligência de marketing" do Submarino que uma liquidação denominada "Queima de Livros" não tem exatamente uma conotação associada a eventuais benefícios da leitura. Quem costuma ler sabe.

Periga agora promoverem uma "Noite dos Cristais" com o intuito de incrementar a venda de porcelanas e objetos de decoração madrugadas adentro. Ou então, convictos de que estão literalmente arrasando, realizarem uma Blitzkrieg para desencalhar mercadorias rejeitadas.

Com um manajument marchando nesse compasso, um dia desses o Submarino acaba trocando de nome para U-Boot. Aí afunda e não emerge mais e vão achar ruim.
11:00:00 - Pinto -

Neotropicalismo é isso

Eu sou neguinha?
09:00:00 - Pinto -

.:: mês anterior :: :: :: :: November 2005 :: :: :: :: próximo mês ::.