:: home :: posts passados :: etilíricas :: je me souviens :: microcontos ::


Diálogos paulinsanos

Como diria Orson Welles, é tudo verdade.


.:: mês anterior :: :: :: :: March 2006 :: :: :: :: próximo mês ::.

31 Março

Diálogos do setor público

— O pessoal da repartição anda reclamando que você não aparece pra trabalhar.

— Ué, sumir pra trepar, tem coisa melhor?

— Trepar e sumir?
16:03:49 - Zeno -

29 Março

Diálogos artísticos

— Cê pode comprar grafite pra minha lapiseira?

— Que tipo?

— 0,9mm e 2B.

— Também conhecido como "Grosso e mole"...

— História da minha vida.
14:50:25 - Zeno -

28 Março

Entreouvido na reforma*

— Ah, mas essa coifa é muito cara!

— Precisa ver quanto morreu no chuveirinho de limpar c#%&§º¬½u...!

* O curioso diálogo acima deu-se entre um mestre-de-obras e um peão, vocês não conhecem não!
16:34:07 - Pinto -

10 Março

Gatorade

— E aí, cê ta embarcando pra Porto Alegre?

— É, as filmagens começam na semana que vem. Preciso procurar uma academia por lá.

— Academia?

— Não pra freqüentar, lógico. Tu vai duas vezes por semana pra azarar. Num mês, são oito idas que te custaram umas 150 pratas da mensalidade. Digamos que renda em metade das vezes – quatro fulanas. Quero ver se tu acha um método mais barato de azaração.

(retomando uma antiga série do blog, iniciada aqui, sobre os meandros da canalhice masculina)
13:59:49 - Zeno -

07 Março

Colo-reto-procto

— Não vou a esse médico que ele é alemão.

— E daí?

— Daí que eu tenho medo que ele me encare e diga com aquele sotaque: Eu vai currar você!
10:41:11 - Pinto -

01 Março

Entreouvido na livraria

— Sabe onde guardar os livros do Chalita?

— Onde?

— Dentro do armário.
10:30:00 - hubbell -

.:: mês anterior :: :: :: :: March 2006 :: :: :: :: próximo mês ::.