:: home :: posts passados :: etilíricas :: je me souviens :: microcontos ::


A hora do DJ Mandacaru

Velharias musicais sempre fresquinhas.


.:: mês anterior :: :: :: :: April 2006 :: :: :: :: próximo mês ::.

18 Abril

Vai-se um nonagenário, fica um octogenário

Bud Shank vai completar oitentinha mês que vem. Tava na ativa até ano passado, quando lançou um disco ao vivo com seu chapa Phil Woods. Na década de 50, tocou na orquestra do Stan Kenton, quando conheceu o violonista Laurindo de Almeida e se apaixonou pela música brasileira. Na década de 60, gravou alguns discos com músicas curibocas: Holiday in Brazil, Bossa Nova Jazz Samba, Brasamba! Bossa Nova, Bud Shank and His Brazilian Friends e – razão de ser do post – Brazil! Brazil! Brazil!, lançado em abril de 1967 e nunca relançado em formato digital. No disco, atuam como convidados Chet Baker, Laurindo de Almeida, Joe Pass, Clare Fischer e João Donato.

Anotem aí o repertório.

Lado A
Summer Samba (2MB)
Elizete (3,2MB)
Nocturno (2,9MB)
Otem a Note (tô bêbo, não; tá escrito assim) (2,6MB)
Carnaval (2,3MB)
Sausalito (3,6MB)

Lado B
If I Should Lose You (2,8MB)
Carioca Hills (2,5MB)
Samba do Aviao (2,8MB)
I Didn't Know What Time It Was (2,7MB)
Quiet Nights of Quiet Stars (3MB)
The Color of Her Hair (1,9MB)

P.S. A Miscelânea Original de Schott revela: sabem aquela flautinha em California Dreamin’, com The Mamas & The Papas? Pois é, o Bud.
11:01:06 - DJ Mandacaru - Comentar

.:: mês anterior :: :: :: :: April 2006 :: :: :: :: próximo mês ::.