:: home :: posts passados :: etilíricas :: je me souviens :: microcontos ::


Tectum Intuentes

Ociosidade produtiva - textos reflexivos, anotações íntimas, sacanagens e demais ressentimentos.


.:: mês anterior :: :: :: :: July 2006 :: :: :: :: próximo mês ::.

31 Julho

Belém, terra de contrastes

Estimado Zeno, dileto Sorel, querido Mandaca,
Meus caros e meus ácaros,

É com a boca entumescida de jambu e as costas doloridas de tanto comer tartaruga (são baixinhas e curvas, algumas até espinhosas) que vos relato o que segue.

Aqui é tudo quente e úmido. O ar-condicionado não vence, salvo quando cai uma tempestade de deixar aqueles aguaceiros de São Paulo envergonhados, mas aí pra quê?

Por enquanto estou mais perdido que Rodrigo Santoro em 'Lost', mas prometo melhorar.

Hospedo-me num hotel próximo à zona portuária, que parece ter-lhe servido de inspiração. É um pesadelo kitsch, a começar do amarelo-ovo das paredes. Sozinho já seria chamativo demais, mas com aqueles detalhes verde-musgo texturizados, cercados com gesso, torna-se recatado. Há uns símbolos yin-yang dourados que fazem as vezes de moldura para as luminárias, há colunas multicores revestidas de papel de parede imitando mármore, há mais digno de registro. Mas bom mesmo são os vitrais roxo-paixão em meio a tudo isso, fora os detalhes da decoração em si. Não chega a ser uma Daslu, mas... [Leia mais!]
20:19:00 - Pinto - 10 comentários

27 Julho

Peguei um ita no Norte

A terra onde o babaçu abunda. O lugar onde nasceu Cristo. Uma cidade de pirarucu. O sítio em que os sinos da igrejinha fazem Belém, Belém. Sim, meus amigos, a gloriosa capital paraense é meu abrigo desde ontem e pelos próximos meses, e é daqui que estarei enviando boletins extraordinários no decorrer do período, cometendo estes e outros trocadalhos ainda piores.

Fora que a gravação do DVD ao vivo da minha ídola Joelma, crooner da Banda Colapso, está prometida para os próximos dias. Quem sabe não consigo uma pontinha, uma autógrafo numa foto, um pedaço do aplique da cabela, um sutião ou calcinha jogados a esmo para a platéia?

Mas deixemos de conversa mole. Vou ali comer um tucupi e volto outra hora.
12:35:33 - Pinto - 2 comentários

21 Julho

HZ e a literatura infanto-juvenil de antanho

Motivado pela maledência sobre meus métodos de catalogação (que culpa, pergunto, que culpa tenho eu se o sujeito tem só meia dúzia de livros e os guarda pelo critério "Cor da lombada"?) e por um comentário lá no Quinteto Irreverente (leiam, leiam), decidi utilizar o método Wally de procura aqui em casa e encontrei o livrinho da Isa Silveira Leal, "Glorinha Radioamadora". O livro faz parte da famosa série Glorinha, que, descubro, foi iniciada em 1958 pela autora, logo após ter ficado viúva. Vieram, na seqüência, "Glorinha", "Glorinha e a Quermesse", "Glorinha e o Mar", "Glorinha Bandeirante", "Glorinha e a Sereia" e o dito "Glorinha Radioamadora". Não me lembro de absolutamente nada da história ou da Glorinha, mas tenho a desculpa das mais de três décadas de distância da leitura.

Mas o livrinho traz outras coisas batutas. O nome da coleção, por exemplo, "Jovens do Mundo Todo", organizada pela "Profa. Yolanda Cerquinho Prado" (a editora era a Brasiliense). Nos outros lançamentos, na terceira capa, temos Xisto e o Saca-Rolha (havia uma série Xisto, também, não é?), de Lúcia Machado de Almeida, Pantanal, amor-baguá, daquele repórter que perdeu a perna no Vietnã, José Hamilton Ribeiro, com a seguinte sinopse: "Uma temporada na região mais fascinante e desconhecida do Brasil acaba se tornando, para o menino da cidade grande, uma reviravolta em seu próprio mundo. Primeiro ele encontra uma 'Esperança', muito branca. Depois encontra o amor e, com ele, um grande ideal: salvar o Pantanal Matogrossense, um presente que Deus nos deu e que está em perigo". Outro lançamento da coleção, E agora?, de Odette de Barros Mott, traz outra sinopse curiosa: "Tratado com uma linguagem simples e dura, o problema racial, ainda existente no Brasil, é evidenciado na situação de Camila e na destruição de seu relacionamento com Leo."

Lôco, né?
11:17:29 - Zeno - 9 comentários

20 Julho

Roberto Carlos faz senhora gozar

"Fiquei toda babada", disse a sexagenária.

(crdt : aqui e aqui)
11:02:19 - Pinto - 1 comentário

19 Julho

Recomendação HZ de Leitura na Praia ou na Fazenda

mestre dos mestres

Já dissemos antes que este é um blog que fala de pouco de filosofia – para o bem de ambos. Mas um catatau de 600 páginas, recém-lançado pela CosacNaify, merece mais uma exceção à regrinha. É A filosofia e sua história, coletânea de artigos de Gérard Lebrun (1930-1999). Lebrun fez parte da segunda leva de franceses a invadir as praias uspianas nas décadas de cinqüenta e sessenta, num daqueles programas de intercâmbio Brasil-França (a primeira "missão francesa", nos anos trinta, trouxe, por exemplo, Lévi-Strauss, Fernand Braudel, Jean Maugüé, Martial Guéroult e Paul-Arbousse Bastide). Os felizardos que tiveram a chance de ver e ouvir Lebrun em sala de aula lembram-se bem do repertório completo de truques teatrais e bufonarias, do seu português tortuoso que anos de Brasil não conseguiram consertar, e, principalmente, do brilho de uma argumentação expositiva que o transformou num dos maiores historiadores de filosofia do século 20, capaz de, numa mesma aula, fazer um arco de temas e autores que atravessava vinte e cinco séculos como quem faz um passeio no parque. Fora da academia, Lebrun escreveu também artigos memoráveis no Caderno de Leituras do Jornal da Tarde nos anos oitenta, artigos sempre divertidos e mal-humorados sobre temas atuais – num deles, por exemplo, desancava sem dó a Revolução Francesa e a crença de que somos herdeiros deste progresso civilizatório (alguns dos textos do JT foram depois reunidos pela editora Brasilense num volume - esgotado, suponho - chamado Passeios ao Léu). Como o livro da Cosac também é uma coletânea, deve ser possível encontrar petiscos para todos os gostos – do mais filosoficamente técnico ao mais reacionariamente acessível, já que ele adorava posar de antiesquerdista-que-também-não-suportava-os-antiesquerdistas (na linha Groucho de "não quero um clube que me aceite como sócio"). Enfim, na opinião modestíssima da redação aqui do blog, o melhor livro lançado no Brasil este ano – e ainda nem o abrimos.
12:14:21 - Zeno - 10 comentários

11 Julho

Juro, esta é a última sobre a Copa

Cês viram isso? Show de bola, garoto!!

(crdt blog da redação do uol)
15:15:50 - Zeno - 9 comentários

E duas sugestões finais sobre a Copa

— por que a Globo não contrata um surdo-mudo italiano pra descobrir o que o Materazzi disse pro Zidane antes da cabeçada?

— dentre as muitas frases excelentes desta Copa, minha candidata é a do dito zagueiro, sobre ter ou não ofendido o francês: "Mas eu sou ignorante. Nem sei o que é isso aí, terrorista".
14:26:31 - Zeno - 10 comentários

Conforme queríamos dizer

"One of my greatest pleasures in writing has come from the thought that
perhaps my work might annoy someone of comfortably pretentious position.
Then comes the saddening realization that such people rarely read."

—John Kenneth Galbraith, economist (1908-2006), very idol of ours, quoted here.
10:18:20 - Pinto - Comentar

04 Julho

E mais duas notas sobre a Copa

— por conta dos problemas da Varig, a delegação brasileira foi obrigada a embarcar em Frankfurt num vôo das Aerolíneas Argentinas.

— na newsletter da TV5, consta o seguinte apelo: "Les footballeurs ont besoin, plus que jamais, de votre soutien". Depois a gente diz que todo francês é boiola e ninguém acredita.
12:17:27 - Zeno - 6 comentários

03 Julho

Abaixo os intermediários

Esse negócio de não-sei-das-quantas fashion week é coisa de quem não trepa.

Vivas então à Shaï, que cortou as delongas e botou seus modelos pra tirar a roupa e praticar aquilo que o Zeno chama de "intercurso carnal" mesmo, em vez de ficar ali naquela sublimação insossa da passarela, dos flashes, dos vips e do discurso vazio. Circo por circo, é muito mais eficaz como comunicação de idéia e muito menos tedioso como espetáculo.

Disclaimer: cuidado ao clicar no linque que é à vera e tem pra todo gosto.

(crdt : cordelie kaël, agora in altrove)
22:42:08 - Pinto - 4 comentários

.:: mês anterior :: :: :: :: July 2006 :: :: :: :: próximo mês ::.