:: home :: posts passados :: etilíricas :: je me souviens :: microcontos ::


Lixo da Internet

Correntes de Santo Antônio e similares - você deleta e a gente recupera.


.:: mês anterior :: :: :: :: July 2006 :: :: :: :: próximo mês ::.

26 Julho

Round up the usual suspects

A mente humana é cheia de mistérios, diria William (Bill, pros íntimos) Castle, dublê de filósofo analítico e diretor de filmes B dos anos cinqüenta. Um dos maiores, sem dúvida, é a citação do nosso mui humilde Hipopótamo Zeno em outros blogs, ou mesmo a visita pura e simples, sabe-se lá por que desvio de personalidade ou esperança de recompensa sexual. A eles, pois, pra mó de agradecer com todos os nossos pixels:

A vida em palavras

Mulheres com Legendas

O Livro dos aforismos

Marconi Leal

Club dos Terríveis

Como sempre, fica a recomendação dupla: cliquem, cliquem.
08:26:00 - Zeno -

25 Julho

Copyright, copyleft e copyinthemiddle

Por conta da Teoria da Escada, mencionada num texto abaixo, fiquei pensando que era uma idéia muito boa, e que por isso mesmo ela provavelmente não era minha, e sim do maior provedor de boas idéias da internet brasileira, o meu, o seu, o nosso Almirante Nelson. Como ele me garantiu que não, a Teoria da Escada não é uma criação sua, decidi perguntar à nossa seleta nanoaudiência: onde é que eu li, ou vi, ou ouvi dizer a respeito? Alguém já trombou com ela por aí, em algum surfe desavisado pela internet?
06:58:00 - Zeno -

24 Julho

O ser é e o não-ser não sei (parte II)

Para quem, como nós, andou a indagar a pergunta metafísica sobre os cinco que são dois, também conhecida como o mistério do blog Quinteto Irreverente, gostaríamos de copipeistear aqui a resposta dada por eles mesmos a uma singela leitora:

"Uma consulente nos escreve perguntando a respeito da aparente contradição entre a essência quíntupla de nosso quinteto e sua existência dúplice. Parece complicado, mas é bem simples. Eu e Sassaroli somos esquizofrênicos. Cada um de nós tem duas personalidades. Neste momento, por exemplo, a voz que fala em mim é a de um pacato professor que, entre um teorema e outro, resolve dar os seus pitacos neste blog. É ele (eu?) também o responsável pela seção Literatura de Banheiro, onde tem (tenho?) a oportunidade de compartilhar nacos de minha vasta erudição com a torcida do Bangu, que nos acompanha. Sempre que a Lua está em Júpiter, porém, uma outra voz colore alguém em mim, como diria o vate. Convenço-me de que sou uma espécie de avatar de Casemiro de Abreu, sapecando as Quadrinhas ao Gosto Popular, que têm feito razoável sucesso junto ao público menos instruído. O professor, quando as lê, franze o cenho, para não dizer que morre (morro?) de vergonha. Mas não há o que fazer. A primeira coisa que um esquizofrênico tem que aprender é a ser tolerante com os outros habitantes do condomínio.

Consolo-me com Sassaroli, para quem a vida tem sido ainda mais madrasta. Analista financeiro respeitável, desses que almoçam com a gravata jogada sobre o ombro, é obrigado a conviver com um palmeirense chulo que, sem nenhuma esperança de vencer pelo talento, tornou-se adepto do futebol de resultados. Sua filosofia é simples, e pode ser resumida numa só máxima: "Pouco importa se estamos na primeira ou na segunda divisão. O importante é ganhar."

Seríamos, como você pode ver, cara consulente, um quarteto, não fosse por uma circunstância singular, ocorrida no início deste ano. Sassaroli, que já era esquizofrênico, começou a manifestar sinais inequívocos de mediunidade. No início, pensamos que seria apenas mais uma personalidade, fato assimilável pela ciência psicanalítica, mas logo percebemos que a coisa tinha um cheirinho inequívoco de terreiro. Ele passou a receber o espírito de uma pomba-gira que atende pelo nome de Shirley (pronuncia-se "chirlêi"). Caso inédito no mundo dos orixás, pelo que ficamos sabendo, Shirley é uma pomba-gira homossexual. Com dois rabos-de-galo na cabeça, seria capaz de beliscar a bunda da Madre Tereza de Calcutá. Resolvemos, então, que o que fora concedido ao domínio natural das patologias não deveria ser negado ao sobrenatural, e formamos um quinteto. Por uma questão de comodidade, mantivemos nossos nomes de batismo nos diversos posts."

(para a parte I da série, clique aqui)
07:35:00 - Zeno -

.:: mês anterior :: :: :: :: July 2006 :: :: :: :: próximo mês ::.