:: home :: posts passados :: etilíricas :: je me souviens :: microcontos ::


Tectum Intuentes

Ociosidade produtiva - textos reflexivos, anotações íntimas, sacanagens e demais ressentimentos.


.:: mês anterior :: :: :: :: February 2007 :: :: :: :: próximo mês ::.

28 Fevereiro

Receita-minuto



(crdt pela lembrança e um dia inteiro de gargalhadas: nihongão)
20:08:39 - Pinto - 8 comentários

Hipopótamo Zeno e Christian Fittipaldi recomendam

O que aconteceria se o meu, o seu, o nosso Almirante Nelson se juntasse ao especialista, segundo ele mesmo, em "anões besuntados" e "a filha virgem da Gretchen", o primeiro e único Alexandre Pensador Inagaki, e ainda mais um monte de gente batuta que não conhecemos mas cuja procedência é garantida? A resposta está ao alcance de um clique: o melhor da blogosfera brasileira, agora sob um único portal guarda-chuva, apertadinho mas confortável, úmido, que troca facilmente de mão sem escorregar, de cabo grosso mas retrátil quando necessário e com as varetas saindo pra fora aqui e acolá - o que uma tia minha costumava designar como "lambança boa de sexta-feira". Com vocês, os Interney Blogs!!
14:36:55 - Zeno - 2 comentários

27 Fevereiro

Nós não, mas ele sempre se supera

Toninho é que é malvadeza?

Falando nele, André Dahmer é nosso pastor e gargalhada não nos faltará.
12:52:55 - Pinto - 1 comentário

A Atlas imita a vida

Dando seqüência aos posts com nome de elevador, resulta que© uma simpática senhora vem a ser ascensorista do prédio onde funciona a fiRma. Mulher humilde nas aparências, adora ler. E os condôminos do prédio, à falta de idéia melhor (pagar o mesmo salário para ela concluir os estudos, por exemplo, que ascensorista é como jaboticaba: só tem aqui), lhe presenteiam com livros que ela consome ávida e, pelo jeito, indistintamente. Aí se revela a ironia da coisa. Ela alterna "Pantaleão e as visitadoras" com romances água-com-açúcar do gênero Barbara Cartland e outros de tom religioso, como livros psicografados, e manuais da auto-ajuda mais sem-vergonha que há.

Sobe ou desce?
10:15:37 - Pinto - 1 comentário

14 Fevereiro

Elogio em boca própria é vitupério

Você está ali?

A exposição é legal. O organizador é que é um pulha, e o curador, esse então...
11:00:00 - Pinto - 4060 comentários

Tudo o que você sempre quis saber sobre Paris, a escravidão no Brasil, a política brasiliense atual e demais mumunhas, mas não tinha ninguém pra perguntar

Eu me lembro, ah, eu me lembro, de nossa primeira visita ilustre ao blog – sem deméritos aos atuais comentadores, valha-me. Num post sobre um artigo do professor Luiz Felipe de Alencastro, em janeiro de 2004, o próprio resolveu visitar o botequim e responder de punho ao texto. Os anos, como sempre, fugiram pelo horizonte e eis que nosso grande historiador, professor da Sorbonne da Cátedra de História do Brasil, resolveu montar seu blog (crédito à menção no número 4 da revista do churrasqueiro com conceito, a Piauí): é o Seqüências Parisienses, de onde retiramos/roubamos duas contribuições: o trecho abaixo e um link sensacional de mapas antigos (já era dele a dica, em 2004, do site com as obras completas do Voltaire):

"Libération é um grande jornal. Mas Libération agoniza. Está ferido de morte pelo noticiário via Internet e pelos tablóides gratuitos. Em São Paulo e no Rio estes jornais grátis não ameaçam a imprensa por razões logísticas ligadas à distribuição [nota da redação: os boatos são grandes na direção contrária, professor]. Contudo, em Paris, onde cada boca de metrô tem pilhas desta praga, os estragos são grandes na imprensa paga. Sobretudo, como acontece no caso que vitima Libération, quando um tablóide distribuído gratuitamente é editado por jornalistas experientes tirados do jornal pago concorrente.
Pertenço à geração meia-oito que, em Paris, compra há décadas o Le Monde (um vespertino) à tarde para entender o mundo de hoje, e de manhã lê Libération para compreender o mundo que vem por aí. Nesta sexta, Daniel Schneidermann, um dos melhores jornalistas de Libération, publica um artigo pungente sobre a crise do jornal. O que será de nós se Libération morrer?"
00:32:30 - Zeno - 22 comentários

08 Fevereiro

Piza na zelite

Um arrazoado contundente contra os boçais da imprensa você lê aqui.
16:33:54 - Pinto - 8 comentários

.:: mês anterior :: :: :: :: February 2007 :: :: :: :: próximo mês ::.