:: home :: posts passados :: etilíricas :: je me souviens :: microcontos ::


Tectum Intuentes

Ociosidade produtiva - textos reflexivos, anotações íntimas, sacanagens e demais ressentimentos.


.:: mês anterior :: :: :: :: April 2007 :: :: :: :: próximo mês ::.

27 Abril

Dó de peito

"Parece ter ouvido Julie London em demasia e ignora a existência das pastilhas Valda".

Lúcio Rangel, em comentário generoso sobre a cantora Silvinha Teles, citado pelo Sérgio Augusto no prefácio de Lúcio Rangel: Samba, Jazz & outras notas, que acabou de chegar às livrarias nesta semana. A Redação rrrricomenda.
07:49:45 - Zeno - 1 comentário

15 Abril

Sebos do Brasil, uni-vos

De estantes entende o Zeno. De comprar livros, entende menos.

Eu deixo de papo e recomendo, com atraso, a Estante Virtual, 478 sebos (e aumentando mais), com buscas setorizadas e profissas. Já consegui um livro do "gênero" está esgotado e outro que não tem no Brasil, a preços módicos. E procuro outros na sensacional "Busca Offline", mas aí é coisa de gincana.

Em tempo: apesar disso, a coleção do Machadão continua mais barata (e caindo mais) na Fnac. E eu não ganho um conto de real por dizer isso.
21:10:01 - Pinto - Comentar

13 Abril

Poema de sexta-feira, noventa anos atrás

Esta noite
Versa, 22 de maio de 1916

Balaustrada de brisa
para apoiar nesta noite
minha melancolia

Giuseppe Ungaretti

(no Leia Mais, o texto original) [Leia mais!]
10:59:00 - Zeno - 2 comentários

05 Abril

Semana Santa

Lemos nas folhas que o Papa vem aí e vai se encontrar com 10 representantes de outras religiões do Brasil pruma animada sessão ecumênica de rala-e-rola. Err, hum, segundo nossas contas, só oito vão aparecer, por má obra e desgraça do Xilindró, entidade maléfica que não respeita credos e atua indiscriminadamente em obediência ao Coisa Ruim, como se o Juízo Final fosse uma reles porta de cadeia. Melhor avisar o pessoal do Cerimonial.
21:18:29 - Zeno - 2 comentários

Aviso à praça

O Daniel Dantas ("amável, dedicado, trabalhador") que estréia o filme Caixa 2 é o ator. O outro não sabe o que nada disso.
11:21:46 - Pinto - 2 comentários

03 Abril

a SUDERJ informa: ainda 999

Domingo, 4 da tarde. Sem ingresso, mas com esperança. Entorno do Maracanã tomado, indício das sessenta mil pessoas que apareceriam por lá pra dizer alô. Bilheterias fechadas. Boatos de que a de número 8 ainda teria "ingresso pras cadeiras especiais", 80 pratas, uma pechincha pra poder entrar Nela, a História. Nova modalidade de prática esportiva, a Volta Olímpica pelo lado de fora do estádio, em busca de ingressos ou de cambistas. Não havia um mísero, nem dos primeiros nem dos segundos. "Este país vai mal, quando até os cambistas desaparecem", foi o justo veredito. Romário, informado da ausência de nossa equipe de reportagem no estádio, toma a difícil decisão de desperdiçar as futuras três chances que terá ao longo do jogo. Uma alma caridosa lembra do pay-per-view de um amigo botafoguense. "Vamos?", e meu passado de simpatizante do João Saldanha e meu presente de simpatizante do Bebeto de Freitas e dos textos do João Moreira Salles sobre o Botafogo diz "Lógico!", com a dor no coração de abandonar o palco repleto de almas vascaínas esperançosas que celebravam o Dia R com cerveja, churrasquinho e urina. "By the pricking of my thumbs/Something wicked this way comes", e veio mesmo, sob a forma do 10 do Botafogo, tal de Zé Roberto, que resolveu homenagear o Garrincha e fez a defesa do Vasco procurá-lo até hoje, terça, em vão. Os injustos dois a zero (cinco seriam de bom tamanho) foram um brinde aos amigos generosos que receberam em casa os repórteres do blog e explicaram tintim por tintim porque o Botafogo é, tipo assim, o time mais metafísico do futebol brasileiro. Quarta, amanhã, jogam Vasco e Gama pela Copa do Brasil, com a partida transferida de São Januário para o Maracanã por conta do milésimo. Nossa equipe de reportagem, infelizmente, não estará lá. Que fará Romário? Respeitará nossa nova ausência?
21:02:10 - Zeno - 4 comentários

.:: mês anterior :: :: :: :: April 2007 :: :: :: :: próximo mês ::.