:: home :: posts passados :: etilíricas :: je me souviens :: microcontos ::


Todos

Todos os posts do mês. Para selecionar uma seção, clique no menu ao lado.


.:: mês anterior :: :: :: :: February 2008 :: :: :: :: próximo mês ::.

29 Fevereiro

Disclaimer

A direção do blogue vem a público esclarecer que as múmias do Mosteiro da Luz e a presença de Iron Maiden, Julio Iglesias e Bob Dylan em São Paulo são notícias completamente indissociadas.
21:15:55 - Pinto - Comentar

28 Fevereiro

Imprensa qualificada

Manchetes à mancheia

A propósito do post abaixo, leia aqui uma discussão de alto nível sobre os limites da imprensa, o entulho autoritário e, sei lá, a final do BBB, tipo.
12:58:42 - Pinto - 6 comentários

Audiência qualificada

Dica no nosso leitor Luiz Franz, um ótimo site de charges vindo diretamente do Rio Grande, north of the border com o Uruguai: Planetacho, com um estilo adquirido, segundo o autor, em inúmeras andanças de bar em bar: o traço trêmulo. O Luiz nos conta que o cartunista está sofrendo golpe semelhante ao aplicado pela Igreja do Bispo com a jornalista da Folha: mais de 500 ações individuais movidas por membros da Brigada Militar do RS que se "ofenderam" com uma charge publicada. Ou seja, ele é dos nossos.
12:19:14 - Zeno - 3 comentários

27 Fevereiro

Eu me lembro

Eu não sei por que eu me lembro do chanceler Pérez de Cuéllar.
14:53:56 - Pinto - 2 comentários

25 Fevereiro

É por isso que ele é tutty

"Segunda-feira nervosa. A crise americana pegou em cheio a economia informal brasileira. Já tem camelô por aí vendendo dólar a R$ 1."
18:43:52 - Zeno - 2 comentários

Filmes de 2007

O banzo é inevitável. Depois que os pilantras dos Coen ganharam o Oscar ontem (o que faz com que eu tenha de ver o filme), topo com o novo formato do Cinesesc para a lista dos melhores filmes exibidos no ano passado (dica do blog da Ilustrada) e descubro que 2007 deve ter sido meu pior ano em freqüência cinéfila (e daí?, diria com justeza o outro). Dos 263 filmes internacionais exibidos no ano passado, vi apenas 23, incluindo uns infantis em companhia de meu filho. Dos 68 nacionais, só 11. Como no ano passado, a tristeza de ter ficado em casa mais vezes do que deveria não serve para desautorizar os pitacos, portanto a eles: melhor filme não-hollywoodiano, Medos Privados em Lugares Públicos, Resnais mostrando aos jovens como se dirige, mesmo que o material seja de segunda; do cinemão, o estupendo Ultimato Bourne, que ainda está por merecer uma análise séria à altura das novas questões que propõe. Dos nacionais, nenhum memorável, a não ser que a gente desloque o Babenco pro nosso lado e fique com O Passado. Eu e o cinema já estivemos com melhor saúde.
10:12:52 - Zeno - Comentar

22 Fevereiro

Oh, não!

Há mais fotos...

Eu me lembro (com subida nostalgia) da Traci Lords.
15:33:21 - Pinto - 2 comentários

21 Fevereiro

the sons and the sentidos

soube no nassif - que, provavelmente inspirado na argúcia investigativa da editoria (o corretor aqui pergunta se não é edito ria...) do bloque, vem boxing helena a vezjga - que o grande araken peixoto se foi, mudou de bar, deve estar no harry's, ou no beco das garrafas.

que pena, didjei-manda, que pena...
ou melhor, que trompete, que p. trompete era o cara.
(segui o corret-orto daqui, mas ach'que té errado, pra'mim é trumpete) [Leia mais!]

Cuba lança nova liderança

Dejarse ir la rapadura sin perder la ternura

(crdt : peter war)
21:34:49 - Pinto - 6 comentários

finalmente, uma 2ª opinião

achado um cara que tb. viu tudo que azotoridade do boteco viro nas locadora do centro e, tb., tem o que mostrar a respeito.

Acuma?!?

Plato que pariu!

O release diz assim: Filósofos e, mais que isso, amantes da banda, discutem e questionam, dentro da Filosofia, questões como: A música do Metallica proporciona uma cartase aristoteliana? A música Fade to Black pode salvá-lo do suicídio? Entre outras questões.

D'après o grande filósofo Tim Maia: só não vale dançar homem com homem etc., o resto vale.
14:50:38 - Pinto - 9 comentários

20 Fevereiro

Easter Eggs

– E você, o que faz?

– Eu mexo com credulidade.

– Como assim?

– Por exemplo, sou o responsável por espalhar bonus tracks secretos em cada um dos discos da coleção completa de CD's dos Engenheiros do Havaí.

– Sério?

(para mais da imorredoura e sumida série, aqui e aqui)
12:57:08 - Zeno - 1 comentário

El Comandante no se murierá jamás!

— Quando o Fidel morrer não vai ter o que ler mais, né?

— ?

— Os jornais já gastaram os obituários todos com a renúncia.

— Ah, tá.
10:42:23 - Pinto - 2 comentários

Ai, que saudade do antigo escritório

Cemitério das Promessas Perdidas
(destaque para o Blue Label, à direita; o assunto, claro, é recorrente aqui no blog)
09:30:21 - Zeno - 3 comentários

boh

não sei pq. diabos nunca vi 'nós que nos amávamos tanto' (c' eravamo tanto amati) até hoje.
provável medo do que vera.

sei pq. anja acabei de ver. [Leia mais!]

19 Fevereiro

Abaixo da terra

Na linha verde do metrô lotado noto uma pichação sobre o mapa indicando a estação Sumaré, onde também se lê, em letras miúdas, "Santuário Nossa Sra. de Fátima": "Abaixo a idolatria!". E me pego pensando se o maior idiota foi o sujeito que pichou, o que quis o letreiro assim ou eu, que perdi meu tempo reparando nisso.
22:39:21 - Pinto - 5 comentários

Eram os Deuses Humoristas?

Nesta data, além de Fidel, a Toshiba largou o osso, a Folha descobriu notas frias (sem trocadilho) na campanha do Serra e a Lua está crescendo em Escorpião. Quer dizer, Forças Maiores não apenas querem nos dizer algo como estão curtindo com a nossa cara.
12:40:39 - Pinto - 3 comentários

Comandante II

Eu me lembro de ficar reparando no verde da farda e na pistola e no coldre do único segurança que entrou com Fidel no auditório. Lembro do Fidel caminhando até o microfone e, dirigindo-se aos presentes:

- Vocês fizeram boa viagem?

- ...

- Vocês vieram no vôo que faz escala em Buenos Aires, não é?

- ...

- Esse vôo é muito ruim. Estamos tentando uma rota melhor. Sair de São Paulo e ir até Buenos Aires para chegar em Havana não é muito inteligente. Mas o que fazer? Ainda não temos passageiros suficientes para um vôo direto. Um dia isso vai mudar. O turismo tem crescido bastante e, quem sabe quando Lula for presidente, vocês se animem em vir aqui mais vezes. Vamos ver.

Anos depois, eu me lembro do dia em que fiquei sabendo que a Cubana De Aviación estava voando São Paulo - Havana sem escalas.
11:31:00 - Mathieu - 4 comentários

Comandante I

Eu me lembro de estar no auditório do Palacio de Gobierno, em Havana, esperando em silêncio a entrada de Fidel. Éramos cerca de 80 pessoas, entre políticos, militantes e jornalistas brasileiros. Lula tinha acabado de perder a segunda eleição para FHC e, de pé, ao lado de um dos dois microfones colocados à frente do palco, também aguardava em silêncio.
09:27:41 - Mathieu - 3 comentários

18 Fevereiro

Pequena Contribuição para o Aclaramento de Novas Expressões da Língua Portuguesa

Efeito Teflon

S.C. Subversão de efeito e causa como referendo de uma análise errônea, decorrente menos de preguiça que de honestidade intelectual. No campo dos argumentos, é a tentativa tardia de inserir um cubo num orifício redondo —quem, no jardim da infância, não aprendeu que isso não é possível passa o resto da vida tentando e... periga virar jornalista ou cientista político, como nosso amigo aqui, para quem a popularidade do presidente Lula aumenta por conta do tal Efeito Teflon.

Elucubra ele:

"Minha aposta é que não se toma efetivamente conhecimento desse tipo de problema (o caso dos cartões corporativos) por boa parte da população de menor renda e educação", diz ele. Ou seja, não é a denúncia que é vaga, nem o problema que é fajuto, nem a falta de isenção da mídia.

O problema é o povo pobre e inguinorante, que não entende direito as coisas porque não jornal, não sabe ler jornal ou, menos provável, não está lendo o jornal certo.

O fato de os argumentos serem distorcidos sob medida e não serem consistentes o bastante não tem a menor relevância na análise, mesmo porque a tornaria nula.
15:20:15 - Pinto - Comentar

Pílulas de sabedoria do Dr. Zeno para 2008 (VI)

Ah, a volúpia indizível da concepção. Ah, a encantadora embriagez da idéia. Ahhh, o tormento inesgotável da execução.
06:33:53 - Zeno - 4 comentários

17 Fevereiro

Conversas

– Não podemos mais conversar um com o outro.

– Por quê?

– Em sua presença não me ocorre nada sensato.

– Mas isso não me incomoda.

– Acredito. Mas a mim incomoda.

(crdt: bertolt b., nas histórias do senhor K., dedicado aos meus amigos pinto e sassa)
21:14:06 - Zeno - 4 comentários

O caso Veja = ocaso da Veja

Adicione à sua lista de endereços úteis.
18:52:06 - Pinto - Comentar

16 Fevereiro

Amigo-Urso de Ouro

E agora? Se ainda fosse o Oscar, tudo bem, mas e agora? "Tropa" é um filme bom, ruim ou só de Elite mesmo?
18:50:04 - Pinto - 5 comentários

já 'viu falá nos bijari?

mulekada fidapú:
num deixam os 60's se sentar nos louros, sossegados.
esses são trincando tudo.

15 Fevereiro

Servindo bem para servir sempre

Reunidos até altas horas num bar da moda, ontem, boa parte da equipe editorial deste espaço junto com a deste aqui chegou à original conclusão: o que insere a cidade de São Paulo no "Primeiro Mundo" (perdão, leitores) é a qualidade do serviço de seus bares e restaurantes. O resto é rebotalho, nóis é nóis e o resto é bosta e ingual que nóis aqui mais perto só tem nos USA.

Explico: a leva de imigrantes atende muito bem os comensais aqui circunscritos, garantindo a qualidade dos repastos e jamais permitindo uma espera de, digamos, 30 minutos —ao contrário do que sói acontecer fora dos limites desta metrópole e, curiosamente e sobretudo, na terra de origem destes mesmos serviçais.

O fato de os mesmos 30 minutos não serem suficientes para, digamos, cruzar dois quarteirões num engarrafamento qualquer e chegar a um desses bares e restaurantes é um detalhe irrelevante e não foi, claro, levado em conta nesse certame.

Em tempo: procuramos ouvir a opinião de Letícia Salmonella, especialista em gastronomia, urbanismo e recursos hídricos, mas ela não estava "imediatamente disponível para comentários" —alguém aí mais se sente agredido com essa tradução fajuta dos despachos das agências de notícias? E alguém mais aí se sente admoestado com a súbita sapiência de Letícia Salmonella na grande míjia? E alguém aí se sente instigado com o resultado da nossa análise?
11:05:47 - Pinto - 17 comentários

14 Fevereiro

Zebra

Veja como é ruim a imprensa nativa: na nonagésima-sétima capa que dedica à personagem —desta feita "num Safári de Luxo"—, a presente edição de Caras, nosso hebdomadário de escolha, não precisa de qual lado do rifle Gadriane Alisteu se encontraria.
14:46:47 - Pinto - 3 comentários

Bonzo no Colégio (1951)

O coadjuvante é o da direita

(...)

– o senhor pode falar de política americana.

- Onde ela está?

- Cabe ao senhor dizê-lo.

- Está tudo embrulhado. As grandes questões mundiais são cada vez mais uma forma de show business. Vejam! É verdade, conheço pessoalmente três grandes vedetes de Hollywood que pretendem tornar-se Presidente.

- Ora, mas o senhor já tem... [o entrevistador refere-se a Reagan]

- Eu disse grandes vedetes. A última vez que assisti ao nosso atual líder, ele servia de dublê a um macaco num filme da Universal intitulado "Bedtime for Bonzo".

(crdt: Orson Welles em ação, número especial da Vogue francesa, dezembro de 1982)
13:07:34 - Zeno - 2 comentários

são vicente leporace, valei-nos

** "Agente garante que Leão conhece Pinto e o quis no Corinthians"
crdt essa peça

Como o tempo passa rápido

De dez em dez, tudo bem

(crdt pa)
09:09:13 - Zeno - 3 comentários

13 Fevereiro

Pílulas de sabedoria do Dr. Zeno para 2008 (V)

O talento é uma letra de câmbio que a natureza dá ao homem genial, e que se acha muitas vezes bem longe do vencimento.
09:47:00 - Zeno - 7 comentários

Entreouvido na redação

Estou lá, lendo em voz alta, um release da Expand: "O Enterizo é um vinho jovem, de caráter e estrutura, que certamente...", quando a colega cortou no ato.

- Com essas características, eu tô precisando é de marido...

12 Fevereiro

Dura Lex, e a sede é muita.

Sempre combativos e atentos, como lídimos representantes do melhor jornalismo indígena, a incansável equipe hipopotâmica descobriu mais uma notícia da maior relevância e interesse para a discussão dos caminhos da nação.

http://ultimainstancia.uol.com.br/noticia/47371.shtml

Pergunta: será que o catador de papel se esqueceu de seu cartão corporativo para saldar a dívida do bem de primeira necessidade? Votamos pela instituição do vale-pinga.
16:47:01 - hunter - 4 comentários

Maminha, lombo, coxa e filé

O busto de Alexandre, o Grande, foi roubado na Grécia e a bunda da Simone de Beauvoir foi retocada numa revista, pra não falar do Picasso que continua desaparecido. Será que Forças Maiores querem nos dizer algo?
15:17:53 - Zeno - 5 comentários

Sabe a última do Kassab?

Arriba, andole!

De uma intrigante reportagem da Folha sobre o tal Campus Party (que bem podia ter melhor nome de batismo, mas digressiono):

Kassab também demonstrou pouca intimidade com o tema do evento. Em tom de pilhéria, alguém perguntou se ele tinha Geraldo Alckmin em seu Orkut. "Não", disse o prefeito, rindo, mas com cara de que não sabia do que se tratava. Questionado sobre o que faz na internet, arriscou: "Uso o Speedy".
13:00:19 - Pinto - 3 comentários

Cultura, Filosofia, História da Arte e outros víveres

Eis que chegou nas nossas mãos o catálogo impresso de 2008 da Maison du Savoir e —meninos eu vi!— é um espetáculo. O passaporte para todas as sessões sai por módicos R$ 4 mil, incluindo duas que não se pode deixar de perder, nas quais nosso dileto Gabriel Chalita discorrerá sobre "Angústia e Liberdade em Sartre" e, talvez melhor, "A Arte de Convencer" —tema caríssimo a uma possível platéia de eleitores do Alckmin, aliás.

Mas o objeto deste registro é outro. É o de arrumar pretexto para continuar nossa série de posts do gênero "dondoca vai às compras culturais" ("dondoca cultural vai às compras"?), iniciada aqui, com dois novos episódios:

1) a da madame no curso de História da Arte, atenta ao "planejamento" da santa barroca, ainda que o professor tratasse do panejamento da obra. Ah, o estruturalismo é o pior dos vícios... De mais a mais, o importante é que no final ficou bonito. E devocional.

2) e o do aspirante a filósofo que, incomodado com o reducionismo, contestou as tantas menções a Plotino: "Não seria Platão?". "Não, é Plotino, cretão", foi a resposta do mestre.

Os relatos são fidedignos, dou fé.

Em tempo: convém não caçoar, que um dia ainda veremos um dos nossos redatores mais sagaZEs NO rol de professores da Maison, enchendo as burras e se divertindo horrores.
12:35:21 - Pinto - 3 comentários

11 Fevereiro

conclusões fi-lo-porqu-éticas

esse buteco tá uma espèce de enterprise.
zenão, vejamos:
o próprio é um tipo de capotão quirque.
o sorel tá entre o senhor spock e um sr. scott.
sem querer, mas que jeito.
o didjei é um sr. sulo.
o hunter é o kowalski.

e o pinto é o dr. maccoy.

já o escrevente aqui, conforme os dia, tá mais praqueles frequentador anão de 2 cabeça das festas que tinha lá.

e os quinteto são os klingon e o almirante é o pai dos thunderbird.
e a captcha é a leidy Penelope Creighton-Ward, quem num lembra, que tinha um carro de 2 roda atrás, c/ aquele chauffer à prova de capotagem.

10 Fevereiro

François Ozon

Modelo e diretor

Já que o nosso Redator Chefe Pinto, depois de umas tirações de sarro plenamente injustificadas, parou de postar mimosos Iluminuros para a nossa audiência feminina, assumimos com macheza o posto e botamos a foto do rapaz acima, cineasta batuta que andou pululando em conversas de caixas de comentários.
23:39:44 - Zeno - 29 comentários

brrazilerro bonziínhu

arrarraquarra

A Fonte Luminosa recebia um grande público da região de Araraquara quando tinha jogos dos grandes clubes. Domingo, 26 de novembro de 1967, a Ferroviária venceu o Palmeiras por 2x0, gols de Téia e Rubinho. O São Paulo também perdeu em Araraquara por 1x0. Durante o ano de 67 a AFE disputou 26 jogos oficiais e 20 amistosos e o meia Bazzani participou de todos.

O troféu Folha de São Paulo e as faixas de Campeã do Interior foram entregues em jogo festivo contra o Sâo Paulo FC, vice-campeão paulista. Na oportunidade o presidente Aldo Comito foi homenageado com o título cidadão benemérito e a artista Jacqueline Mirna participou da festa como convidada. Quanto ao amistoso a Ferroviária bateu o São Paulo FC por 3x2.

(crdt. mercado livre e afe)
p.f.: e consta quela era rumena, entende?

Tudo é uma questão de perspectiva. Gástrica.

"O Chile te dá uma boa impressão no início, uma má impressão depois de um certo tempo e indigestão ao fim de dois anos."

(crdt: i am evil, mas tem um lado poliana)
21:43:37 - Zeno - 8 comentários

09 Fevereiro

Mais uma utilidade para o iPod

Os burguêis que perfazem 99,9% da nanoaudiência deste espaço estão perdendo, mas vou contar. Ocorre uma revolução que ocorre no sistem de transporte coletivo de São Paulo. Desde o advento do Bilhete Único não se via nada igual.

Refiro-me, claro, à Bus TV. Sim, a ubíqua tela plana não poderia deixar de azucrinar também a vida de uma multidão que, à falta de um transporte coletivo decente e de um trânsito minimamente fluido, agora também tem que conciliar os engarrafamentos assistindo a videoclipes vagabundos, informações de almanaque e propaganda de quinta, de Casas Bahia pra baixo. Dependendo da audiçao do motorista, a alto volume. Que eu saiba era lei: não é permitido fazer uso de aparelho sonoro (nem fumar cigarro de palha, cachimbo, charuto e, mais recentemente, cigarrinho mesmo) no transporte público.

As empresas estão faturando o seu, a prefeitura também, e não deve ser pouco, que agora é frias fazer propaganda no meio da rua. Então tome escarniçar mais quem já sofre tomando ônibus (eu, por exemplo).

Agora reduzir o valor da passagem que é bom, necas...
18:37:37 - Pinto - 2 comentários

O trabalho liberta

Eu ainda não li o catatau do Jonathan Littell, As Benevolentes. Minha esposa Íris, ao que parece, também não (não me meto em seus affaires particulares). Não prestei muita atenção ao barulho que o livro vem fazendo desde a publicação na França e que respingou por aqui. Mas, como seria de se esperar, a reação mais divertida ao livro parece vir da outra margem do Reno, por conta do assunto do romance e da canalhice do personagem principal. Os felizardos que leram ou que ainda estão atravessando as 900 páginas podem se distrair com um mimo oferecido pela rapaziada do Frankfurt Allgemeine. O jornalão montou um fórum especial dedicado ao livro – nunca tinha visto uma trabalheira assim antes – com análises, bate-bocas entre convidados, leitores e críticos, perfil do autor, etc. Até o Jorge Semprun apareceu por lá, para defender o Littell. Tá tudo em alemão, evidentemente, mas mesmo os infensos ao idioma de Goethe podem se divertir com uma linha do tempo bacanérrima feita pelo jornal, que acompanha ano a ano a trajetória do tal Max Aue com direito a imagens de época dos lugares por onde ele passou, das personalidades públicas que aparecem no livro, etc. É só clicar aqui, ó.
12:00:02 - Zeno - 10 comentários

07 Fevereiro

Não perda!

Enfim estréia um espetáculo à altura desta vasta metrópole paulistana: Alergia!, do Cirque du Soleil (Soleil que, inclusive, não vai poder aparecer por estar ofuscado pelo smog).

Tome seu anti-histamínico e vá.
17:47:38 - Pinto - 2 comentários

Galicismos

A pletora de leitores e amigos francófonos deste blogue há de achar engraçado. O livro é "Afinal, o que viemos fazer em Paris?". Tem seus altos e baixos, é leitura fácil, um relato afetivo e naïf do cotidiano dos exilados da dita-cuja na Paris dos 70-80. No final, uma coletânea de alguns causos saborosíssimos, dois dos quais cito de cabeça:

1) O do sujeito que foi a uma mercearia comprar canela (a especiaria, não o mocotó!) e disse para a vendedora incauta: "Je voudrais de la canelle". Como nada acontecia, ele recorreu ao gestual, levantando a barra da calça e apontando, irritadiço: "Canelle, madame, canelle!".

2) O do outro que sentou-se num café e pediu "Un chocolat". O garçom: "Chaud?" E ele: "Colat".
11:54:34 - Pinto - 6 comentários

Trânsito polissêmico

Deu no Estadão: "Estréia nova faixa de pedestres da Paulista".

Deu no HZ: "A crítica está dividida. Intelectuais ligados a movimentos sociais manifestaram seu descontentamento, afirmando que 'a nova faixa induz a população a um comportamento de gado'. Curadores e críticos de arte elogiaram o paralelismo das marcações no chão, numa referência à espiritualização geométrica defendida pelas vanguardas construtivas do início do século passado. Já setores próximos às artes cênicas expressaram seu entusiasmo pela estréia, dizendo que o novo intervalo de 30 segundos para a travessia inaugura um novo tipo de pocket espetáculo em SP".
08:31:29 - Zeno - 4 comentários

Pílulas de sabedoria do Dr. Zeno para 2008 (IV)

Nossas idéias, depois que nos barbeamos, são diferentes daquelas de antes do barbear.
08:17:52 - Zeno - Comentar

06 Fevereiro

Levantando a audiência

Sabemos que é difícil de acreditar, mas em nosso último relatório mensal de tráfego, fornecido pelos simpáticos rapazes que nos hospedam, o bloguezinho do hipopótamo atingiu duas mil e seiscentas visitas diárias no mês de janeiro. Não é nada, não é nada, não é nada, mesmo, mas o número motivou nosso sócio-fundador e especialista em Vaporettos digitais, o Sorel, a fazer alguns estudos sobre as razões do aumento e projetar algumas medidas para manter a audiência elevada. Após calcular o volume dos bytes transferidos, a incidência dos metacrawlers e demais robôs e a duração média das sessões efetuadas, nosso guru vaticinou: "Bota mulher pelada que dá sempre certo". Assim, já que nosso caso com a Carla Bruni antecede em muitos anos seu efêmero casamento com o Sarkô, vamos com a moça novamente, trazendo o brinde mimoso de um arquivo zipado com seu último CD. Não é tão bom quanto o primeiro, mas quem se importa?

Ela canta, dança e sapateia em nossos corações
19:00:12 - Zeno - 10 comentários

Maconha com desconto na volta às aulas!

Fiquei tanto tempo em férias que já nem sei mais como postar textos novos no blog. Por exemplo: pra que serve este botão aq
09:17:48 - Zeno - 3 comentários

01 Fevereiro

Desentope-pia

O press-release chegou agorinha na minha caixa postal:

"Olá!!!
A chegada do carnaval aguça os sentidos de muitas pessoas. Com as folias intermináveis, muita gente gosta de praticar uma atividade, no mínimo, prazerosa: beijar.
Entretanto, o ato pode ocasionar em males como meningite, encefalite, anemia hemolítica e, em casos mais graves, ruptura do baço.(...)"

Vem cá, vocês já foram merecedores de um desses?

Belafonte de despesas

Matilde, Matilde, take me money and run to Venezuela. Quick.
12:41:39 - Pinto - Comentar

.:: mês anterior :: :: :: :: February 2008 :: :: :: :: próximo mês ::.