:: home :: posts passados :: etilíricas :: je me souviens :: microcontos ::


A hora do DJ Mandacaru

Velharias musicais sempre fresquinhas.


.:: mês anterior :: :: :: :: June 2008 :: :: :: :: próximo mês ::.

13 Junho

As águas vão rolar

Voltando à idéia de pouco papo e muita música.

Dr. John homenageando New Orleans, sua cidade natal, ainda hoje devastada, não mais pelo Katrina, mas pela incúria e incompetência humanas mesmo.

A desgraceira gerou pelo menos dois discos excepcionais: o de Terence Blanchard "A Tale of God's Will (A Requiem for Katrina)" e o do Dr. John, lançado dia 8 de junho . O primeiro tem à venda aqui no Brasil. O segundo, deus sabe se sequer será lançado. [Leia mais!]

10 Junho

Tem gente que fica, tem gente que sai

Certamente não é minha intenção deixar esse post com a cara daqueles álbuns-do-além, um defunto mais um vivo e a manivela da máquina registradora girando sem parar. Mas o fato é que um se mandou faz pouco tempo. Outro está para chegar em Sampa. No remoto ano de 1964, Bo Diddley e Chuck Berry, dois dos pais fundadores do rock'n'roll, cruzaram guitarras em um álbum mui justamente intitulado "Two Great Guitars". Lançado em CD - e rapidamente esgotado - o disco hoje pode ser encontrado em alguns sebos por módicos US$ 55. De lá, separei duas músicas, Chuck's Beat (20MB) e Bo's Beat (26MB). Ficam aí a título de réquiem.

O Yo que não é rapper

Ninguém deixaria de concordar que as suítes para cello do Bach fazem parte da obsessão/preferência da metade esclarecida da humanidade (a outra metade, corinthiana, prefere as suítes do motel Xinxim de Galinha, ali na Fernão Dias). Descobrimos mais um apaixonado, nosso ombudsman Luiz Franz, conforme o depoimento abaixo:

"Tenho uma problema de veneração em relação ao Yo-Yo Ma, tanto que aqui em casa administro três altares dedicados a ele contra apenas dois pra Mulher Melancia. [nota da redação: significa?]
Mas quando ouço o Pablo Casals bate a dúvida: será que o velho não era ainda melhor?
O YouTube deixa a gente comparar em condições imperfeitas de som mas com o auxílio luxuoso da imagem. E na mesma música.
Vejam o extraordinário prelúdio da Suíte para Violoncelo número 1, do Bach, tocado pelo Yo-Yo Ma, aqui. E pelo Pablo Casals, aqui, com sua postura e gestual de espartana frieza. E me digam se é possível que um seja melhor que o outro.
Querem uma terceira via? Ainda tem o Rostropovich aqui, nem que seja só pra jogar tomates nele - que não merece."
10:58:17 - Zeno - 21 comentários

09 Junho

sonzin

mas que sorte ter crescido ouvindo egberto.
bom, pelo menos isso.

.:: mês anterior :: :: :: :: June 2008 :: :: :: :: próximo mês ::.