:: home :: posts passados :: etilíricas :: je me souviens :: microcontos ::


Zenices

Pensamentos de Zeno acrescidos de pérolas de igual verve vindas de procedência vária.


.:: mês anterior :: :: :: :: February 2010 :: :: :: :: próximo mês ::.

26 Fevereiro

São Mateus era twitteiro

Arrumação de livros em casa. Sai da prateleira um livrinho de provérbios em alemão, “Geflügelte Worte” (literalmente: “palavras aladas”), organizado por Georg Büchmann e sucesso nos asilos e nas casas de velhinhos alemães desde pelo menos a década de 60 do século 19 (marromenos o equivalente do nosso Magalhães Junior e seu dicionário de provérbios, ou então um Câmara Cascudo com mais cerveja e salsichão). Como os ditos e citações estão em ordem cronológica (só pra se ter uma idéia, a última entrada, nesta edição atualizada, é a explicação da expressão “Cortina de Ferro”*...), a coisa toda começa com a Bíblia e suas passagens mais conhecidas. Aí leio:

“Ninguém pode servir a dois senhores”
“Não jogue pérola aos porcos”
“Procure e encontrarás”
“Quem não está comigo, está contra mim”
“Um profeta não é reconhecido em sua própria terra”

, e assim por diante, todas assinadas pelo mesmo autor, Mateus, e rascunhadas em seu evangelho com menos (muito menos, aliás) de 140 caracteres cada.

Lôco, né?

(* com o seguinte comentário: “a expressão ‘cortina de ferro’ foi utilizada pela primeira vez por Goebbles, no jornal Das Reich, em 25/02/1945. Mais tarde, em 05/03/1946, Churchill a tornou popular, num discurso no Westminster College, em Fulton (EUA): ‘An iron curtain has descended across the continent’”. Hipopótamo Zeno também é cultura. Um país se faz com homens, livros, blogs e o Pinto reclamando dos serviços públicos desta cidade. Doe sangue – Pelé doaria.)
08:23:47 - Zeno -

24 Fevereiro

Questões intestinas da democracia candanga

O que é pior: ficar com o Arruda preso por bem mais tempo ou soltar um Paulo Octávio em hora e local impróprios?
08:36:46 - Pinto -

.:: mês anterior :: :: :: :: February 2010 :: :: :: :: próximo mês ::.