:: home :: posts passados :: etilíricas :: je me souviens :: microcontos ::


Filmes esquisitos

Nós gostamos mesmo é do escurinho.


.:: mês anterior :: :: :: :: October 2011 :: :: :: :: próximo mês ::.

31 Outubro

A hipnose e o adultério

Algum dia a arte anônima de escrever sinopses de filmes terá seu devido reconhecimento (basta ver o tempo que demorou para que os anônimos que construíram a Catedral de Chartres fossem admirados). Quando este dia chegar, a seguinte sinopse, recebida hoje numa lista de lançamentos em DVD, será justamente aplaudida:

The Mask of Diijon: Eric von Stroheim (Sunset Boulevard) stars in this mesmerizing, classic tale of horror. Von Stroheim plays a hypnotist who tries to have his hypnotized wife kill the man he suspects is her lover. In the dazzling finale, von Stroheim barricades himself in a magician's shop that may be more dangerous than the police outside trying to bring him out.

Lôco, né?

(crdt: newsletter do sempre confiável dvdbeaver)
11:48:03 - Zeno - 3 comentários

26 Outubro

Habemus Papam (2011)

Mais um filme programado para a Mostra, que, leio no twitter, anda tendo problemas com a qualidade das cópias. Mas como este é o novo filme do Nanni Moretti, deve estrear logo mais por aqui em projeção decente. Como em Il Caimano/O Crocodilo, o filme tem umas gorduras que poderiam ser facilmente cortadas, apesar da pouca minutagem. Como em qualquer filme do Moretti, tem muita idéia boa, muitos planos bem sacados e piadas em padrão elevado. Não achei que o Michel Piccoli estivesse particularmente bem no papel do papa recalcitrante, mas o resto do elenco segura a onda, com o próprio Nanni à frente fazendo um hilário psicanalista.
10:59:50 - Zeno - 1 comentário

24 Outubro

A Caverna dos Sonhos Esquecidos (Cave of Forgotten Dreams, 2011)

Mais cinema de verdade: tá na programação da Mostra de SP o novo documentário feito por Werner Herzog sobre a descoberta de uma caverna francesa, a Grotte Chauvet, com mais desenhos rupestres do que a já inacreditável Lascaux (que, aliás, foi fechada ao público há um bom tempo, já que o turismo estava danificando as pinturas - foi construída uma réplica!, ao lado, para ser visitada...). A Chauvet nem foi nem vai ser aberta: o governo autorizou uma equipe diminuta liderada pelo Herzog para realizar quatro sessões de filmagens do local e c'est tout. Nem entra em discussão se é um bom documentário ou não, porque o que é registrado, as imagens da caverna, são deslumbrantes. O fio condutor encontrado pelo Herzog é batuta, de que as imagens nas paredes são ao mesmo tempo os sonhos e a memória daqueles homens, mais ou menos o mesmo que o próprio Herzog (e o cinema, e a pintura, e a música, etc) faz com o seu filme em relação aos homens de hoje. Os paleontólogos e arqueólogos entrevistados dão uma ou outra escorregadela, como por exemplo a tentação de atribuir significados a imagens que têm por volta de 30 mil anos, mas isso é compensado pelo uso maravilhoso do 3D, a primeira vez que vejo uma real razão de se usar a tecnologia (fora dos desenhos animados), e é incrível que não se tenha pensado nisso antes: os volumes das paredes da caverna se tornam táteis, e as pinturas muito mais visíveis. De quebra, o epílogo do filme, sobre crocodilos albinos (!) que vivem numa estufa artificial gigantesca, construída próxima à caverna e abastecida com o vapor gerado por uma usina atômica ali por perto, é tão bem sacado que eu não vou cometer a gafe de explicá-lo.

O trailer do filme, pra despertar o cro-magnon dentro de você, está aqui.
12:04:05 - Zeno - 8 comentários

21 Outubro

Há esperança, inclusive para nós

Hoje é a estréia americana (depois de ter sido exibido em Cannes e ter faturado o prêmio da crítica) do novo filme do Aki Kaurismäki, o melhor antídoto que conheço para a doença larsvontrier diarreias que tem acometido esta cidade nos últimos tempos. O trailer é sensacional:

Le Havre.

O primeiro que conseguir baixar o filme num Cine Torrent próximo ganha um beijo meu, pelo esforço. E, no trailer, já há meu candidato a melhor diálogo de cinema do ano: "Doutor, não há esperança?", "Milagres acontecem", "Não onde eu moro".

P.S.: Como bônus, segue a divertida lista que o Kaurismäki fez dos 10 melhores DVD's lançados pela Criterion.
19:42:22 - Zeno - 4 comentários

.:: mês anterior :: :: :: :: October 2011 :: :: :: :: próximo mês ::.