:: home :: posts passados :: etilíricas :: je me souviens :: microcontos ::


Todos

Todos os posts do mês. Para selecionar uma seção, clique no menu ao lado.


.:: mês anterior :: :: :: :: October 2012 :: :: :: :: próximo mês ::.

30 Outubro

No tempo em que os mares do nordeste suspiravam pelos Mares do Sul

Serendipity. É a única explicação para eu ter acordado hoje cantando mentalmente "Dorothy Lamour", o clássico cearense da dupla Petrucio Maia e Fausto Nilo, que embalou a nossa saída da adolescência.
Desci pra tomar um café e abri um blog privado que visito diariamente, As Long As It Lasts. Primeiro disco: Dorothy Lamour - The Moon of Manakoora, uma ajuntadinho de coisas que ela gravou no auge da carreira.
Fui procurar nos tubos uma gravação do hit cearense e achei uma belezinha produzida pela Radio Educativa Mensagem. Enfim, pra quem gosta de sereias dos Mares do Sul, tem assunto que não acaba mais.



[Leia mais!]

20 Outubro

depois da tempestade sempre vem o dormente

morta a carminha, sigamos:

paixões, amor, projetoos, urbanizações, fúrias, confritos, derrotas, poemas, essa coisa toda que mulheres c/ 'expertise' (perícia, nas boas traições de flemming no protuguez) nos despertam nos pertando:
enfim, essa coisa toda pode ser resumida no seguinte:
uma mulher única e comendo tudo, até topar c/ um, digamos, sujeito discreto, elegante, eficaz, e perfeito no que faz e sabe.

maginasó un'spéce de lina bo bardi entrando bahiaadentro nos plenos 50's, só que pianiste, cabeluda rebelde ainda, dos '60's a hoje, que coisa sô.
demonias que, praticamente, nos ma(nda)taram que nossas mãos parassem de andar tão a sós, e 'as metessem' na massa:

marta argerich e nélson freire, aos 24min. do [Leia mais!]

18 Outubro

Au revoir, madame




A música tema do filme que incendiou corações e mentes da minha geração, em francês e inglês.
Se vocês ainda não viram o filme, perguntem pro Zeno que ele sabe onde tem. [Leia mais!]

10 Outubro

74 e dando no couro

uma bela matéria jornalística no ig:
contracultura de verdade não dá mole não...

08 Outubro

All The Children Sing




As crianças têm o direito sagrado de brincar no parquinho, Jorjão. Agora, que o Zeno ficou muito melhor sem aquele cavangnac...

Bom, tu lembra da Aretha Franklin, né? Se não lembra, tô preparando um megapost com os primórdios da moça. Mas achei legal começar com a Wynona Carr, uma cacetada gospel (com o perdão de Edir e Russomano), que foi diretora do coro da igreja do Reverendo C.L. Franklin, quando a Aretha era adolescente. Tem umas mal traçadas sobre ela no All.
Vão ouvindo uma, que semana que vem boto a outra.

[Leia mais!]

06 Outubro

toda molhada e despenteada

o céu o céu
17:05:48 - George Smiley - Comentar

separados ao nascer

pra quem, feicebúquico-orqutizado-tuitado, não entende direito porque catzo o lama e o zeno e o resto da canalha abriu esse boteco, e pq ainda o frequentamos:

02 Outubro

entradas e bandeiras

então fuime e fiume daí de vez.

muito brazil adiante
mas
dó demais
claro e
um arrojo o
de se mandar
prum desconhecido
extranho.

devolvo
o que corajosos
fizeram
devolvidos p/ sampa
-essa mãe
duríssima-:

enfrentar isso aqui.

de cara
e sempre
sem o saberem,

hoje um elogio esse:
a ignorancia
do desejo,
às vezes,
é o virado da coragem.

mas cheguei onde devia aliviado.

conclusão simples
de um paulistano
asfáltico,
que conhece cada sarjeta
de onde for
até um monte
-31 anos pelo menos-
de 'pra casa':

nem eu nem a cidade
têm mais energia
p/ guentar
o que pessoas nefastas
vêm fazendo
c/ ela e conosco
há um pouco demais
de anos demais.

é tudo que a gente não precisa mais aí.

no próximo
emocionante
domingo no parque


voltem a si mesmos

e lembrem o que foi feito do
tal de 's/ lenço nem documento'
(o sonho dos meganha e dos carola realizado: jovens rebeldes, educados e de cabelos penteado)

voltem
a nós mesmos:

voltem c/ amor às calças
e saias
que nos valeram
sempre
as penas.

e ajudem a
tirar essa cidade
desse delírio coletivo
que ela vem
lhos levando há anos.

partidas duras

tocado por manda & pinto, dei de cara c/ a página de créditos do livro da dama na oxford press.
1998/99 o desenho gráfico, pelo que se apresenta ali.

1996/97 o desenho aqui, ali no 'veja mais', mas isso é um zeitgeist havaianas.

gozado é se o poema ainda permanece.
inda mais agora...
e completamente fora de con-fritos partidários ou idiológicos.
não se discute idiotia* aqui.

(só p/ se ter 1 idéia desse pobrema, compara o asterístico acima c/ isso aqui: idiota, na wiki daqui e/ou nossos irmãos europeus).

o pobrema de fato e direito é sempre o rio, os cariocas e o curso, que eles adiantam sempre, do brasil.
por si sós ou por eles mesmos.

e conosco paulistas, talvez viviendo y aprendiendo. [Leia mais!]

01 Outubro

Razão e sensibilidade

"I spent the night looking for you, Dick!"

Esse post é um "A Pedidos" do nosso redator-chefe Pinto de Tal.
Atualmente em período sabático, o cáustico jornalista resolveu entregar-se a uma paixão adolescente - Jane Austen - revelada quando o cabra ouviu pela primeira vez o Jackson do Pandeiro entoar "A Emma gemeu no tronco do juremá".



A pergunta específica do Pinto era: o que a Jane ouvia enquanto escrevia seus livros?
[Leia mais!]

.:: mês anterior :: :: :: :: October 2012 :: :: :: :: próximo mês ::.