:: home :: posts passados :: etilíricas :: je me souviens :: microcontos ::


Lixo da Internet

Correntes de Santo Antônio e similares - você deleta e a gente recupera.


.:: mês anterior :: :: :: :: June 2013 :: :: :: :: próximo mês ::.

19 Junho

a cidade é um quédis

falhando nilson:

parkour, um tipo de skate na mão.
ou como se vem falhando nilson há muito mais tempo e de jeitos que nem imaginam:



e mais atual no [Leia mais!]
00:17:05 - George Smiley -

14 Junho

gaytetive?!

isso mesmo.
coisa que a editoria adoraria, de porre, nas horas vagas.
mas vão falar mau:
beijos e tiros.

se já não por aí.
normal.

mas muitíssimo app.ropriado de se ver nesses tempos modernos.

mas putz, c/ robert downey jr. e val kilmer juntos, 2 canastras de 5ª?
só podia dar merda.
e da boa e divertidíssima.

principaumente pq faz uma, digamos, intervenção criativa e glmbthxkyz, na obra de: justo quem, queriidos?

chandler...

e lá se vai o véio baseando uma espéce de priscilla dos 21s, no asfalto e a bala, cheeeio de goshtosas morrendo q'nem moscas na mão de calhordas que acabam pagando por isso.
e sempre numa cagada dos plano, e d@s protagonista e vilães.
02:12:42 - George Smiley -

07 Junho

Perdão, perdão, perdão - Parte 2

Ninguém pediu, mas aí vai mais do mesmo:

Um site bacana, coisa de fã, sobre a vida e a obra do Raymond Chandler, com links batutas.

A notícia de que a casa do Chandler em La Jolla foi vendida em dezembro do ano passado, por 6 milhões de obamas, doze milhões de dilmas, com um andar superior inexistente no desenho original e que foi inventado pelo mais recente proprietário pré-venda.

E mais uma fã que entrou de penetra na casa enquanto estava à venda. E outro fã que fez peregrinação até lá.

E mais isso e aquilo sobre o endereço do nosso herói e patrono.
21:47:17 - Zeno -

Perdão, perdão, perdão

Com as desculpas de praxe, a gente sempre volta aos mesmos assuntos, mas você, caro leitor, viu primeiro aqui no blog ("Um profeta nunca é reconhecido... etc..."). O Daily Telegraph, jornal inglês que não pode, em sã consciência, ser acusado de germanófilo, mandou matéria lembrando de outras palavras alemãs que são muito maiores que as ridículas 63 letras de Rindfleischetikettierungsüberwachungsaufgabenübertragungsgesetz, citadas num post aí embaixo. Um exemplo corriqueiro é a Associação de Funcionários Subalternos do Escritório Central de Serviços Elétricos dos Barcos a Vapor do Rio Danúbio, ou, de forma sucinta, a boa e velha Donaudampfschifffahrtselektrizitätenhauptbetriebswerkbauunterbeamtengesellschaft.

Da matéria do Daily Telegraph, aliás, a melhor coisa é a frase do Mark Twain, que andou por Berlim no final do séc. XIX: "Algumas palavras alemãs são tão longas que têm até perspectiva". Mas há outras frases matadoras do Mark sobre a cidade e o idioma, que você pode clicar aqui.

Em resumo: leia no Zeno a reclamação que você vai ler na grande imprensa internacional amanhã.
21:19:40 - Zeno -

03 Junho

Afrouxam as leis sanitárias na Alemanha

Não é que queiramos nos gambar, longe disso, mas o blog sempre manteve boas relações com a língua alemã desde seus primeiros anos, bastando mencionar que a conta corrente empresarial criada no início para o recebimento de propinas, também conhecida como Conjunto Vazio, ostenta até hoje o nome Hipopótamo Zeno GmbH (Gemeinschaft mit beschränkter Haftung, ou a boa e velha Ltda).

É exatamente por isso que lemos hoje, com certo espanto, notas publicadas em jornais e redes sociais sobre a extinção/interdição da "mais longa palavra em língua alemã", com 63 letras, promovida por uma assembléia de deputados estaduais de Mecklenburg/Vorpommern:

Rindfleischetikettierungsüberwachungsaufgabenübertragungsgesetz, ou a boa e velha Lei De Transferência de Tarefas de Supervisão de Rotulagem/Etiquetagem da Carne de Boi.

Como assim, a mais longa? Somente aqui na redação, entre um café e um uísque nesta tarde friorenta de segunda-feira, conseguimos lembrar/criar 4 ou 5 palavras muito maiores que a citada. Até requentamos, tempos atrás, um Lixo de Internet que circulou em meados dos anos 90, clicável aqui.

Em resumo: não são as palavras alemãs que são longas. O seu fôlego é que é curto.
18:19:25 - Zeno -

.:: mês anterior :: :: :: :: June 2013 :: :: :: :: próximo mês ::.