:: home :: posts passados :: etilíricas :: je me souviens :: microcontos ::


Tectum Intuentes

Ociosidade produtiva - textos reflexivos, anotações íntimas, sacanagens e demais ressentimentos.


.:: mês anterior :: :: :: :: November 2013 :: :: :: :: próximo mês ::.

23 Novembro

e vejam mais do 'rushiushi'..., um não basr

00:29:16 - George Smiley - Comentar

22 Novembro

que vergonha

que vergonha:
não temos sistema algum de controle institucional,'fazendas','donos', patrões, 'mandantes'.
cagamos p/ nossas leis, erramos todo o tempo nas nossas escolhas de quem as defendam, nossos escolhos ...
estamos diante de nós mesmos, isso ainda nos mata.
somos uns bananas, excelentes, mas inca-pazes.
lembrem o quanto esqueceram os índios.
e os capatazes deisso tudo.
esse batbosa é o 'créme de lá créme' dessa hhisstória:

chegado na porta dos priviléju, dobrouse, e vendeu-se na praça das necessidade, e fodeuse o resto da história:
o famoso chegueilá, na arta crasemerdia - agora foderamse, to igual os cara, 6 q se ford, rarará.
to por cima da carne seca e pau nos seus c...
somos nós os idiots: não nos triamos direito:
não por cor, por ideologia, por o ccete que seja, não nos sabemos ainda, então não nos filtramos.
qqer porcaria da hora entra, bom, to morto, vou dormir.
mas o batbosa é uma das mais profundas besta que eu já vi na nossa história.
só p/ ilustrar: o machadão se fez naquela qualidade, pq vários idiotas desse tinham sido eliminados nas disputs de puxasacos do pudê dos pedros todos, então:
machadão, que de besta tinha nada, viu logo: que monte de nego burro..., idiotas puxasacos, quero mais é tá fora disso!
02:28:49 - George Smiley - Comentar

eu aprendi

tentando escrever poemas - todo mundo faz poesia, o brasil é cmpeão de participantes de concursos de poemas, e
um dos menores compradores de livros de poesia do mundo, entendam: fala-se mais do que se estuda, imbecis - e se amerigno vir aqui cobrar 'citation'c sobre isso, manda o idiota - sim, elas são idiotas, pesquisem como foram educados, e e educaram, nos últimos 40 anos - pesquisar na nossa internert, podreprivatriada, noxsa melhor canalhização está em suas mãos.
conosco, rola embratéis, sacumé...

enfim.
qdo se screve aqui, de cara, o que vem pela testa, isso é poesia.
ruim, evidente, mas tem uma diferença:
é a ética.
qdo se pretende escrever sobre tudo, se pretende saber sobre a contradiçaõ desse tudo.
às veiz, na necessidade, falha o portugues, normal.
isso é, hoje o 'jornal', o relato da jornada do dia.
todo poema é, por princípio, sobre a contradição do existir.
não se torce, não somos torcedores, somos quase como repórters.
re-portando o que se passa no dia a dia.
só que 'repórters' dependem de quem lhos pagam.
e somos 'repórteres', sacumé?
(leiam balzac, mt mais divetido que eu sobre isso, e tão atual que deixa a gente maluc@.)
só que livres.
leiam elaes (antigo el@s): os americanos e brasileiros dos 50s, leiam.
nós escrevíamos muito mais bonito, antes.
02:07:15 - George Smiley - Comentar

.:: mês anterior :: :: :: :: November 2013 :: :: :: :: próximo mês ::.