:: home :: posts passados :: etilíricas :: je me souviens :: microcontos ::


A Busca do Graal

Incursões etílicas que não poupam esforços para determinar a exata localização do Bar Absoluto.


.:: mês anterior :: :: :: :: August 2004 :: :: :: :: próximo mês ::.

30 Agosto

Valadares

Para comemorar o ouro do vôlei e o atropelamento do pobre Vanderlei, nada melhor que algumas rodadas de petiscos e alcoóis no primeiro e único Valadares, que agora são três, um em frente ao outro na Rua Faustolo e um terceiro na Rua Coriolano. Antes, duas constatações triviais: beber em bairro é sempre um prazer e um suplício pedestres: ao agrado do deslocamento por calçadas, cachorros e casas térreas junta-se a peregrinação de bar em bar à procura de algum que abra nas silenciosas noites de domingo e enfrente a reclamação dos vizinhos. O Valadares é uma instituição de mais de quarenta anos devidamente louvada por gente mais qualificada que nós, portanto limitemo-nos a duas observações: a caipirinha de vodka, a modestas sete pratas, é bem boa e vem à moda antiga, coada, o que evita as cenas românticas de casais em que um alerta o outro sobre um fiapo mais saliente. Os petiscos são sensacionais, com destaque para o subsetor bolinhos de qualquer tipo. Nossa equipe de campo não teve culhão (segundo o Aurélio, o certo é colhão – alguém sabia?) para provar o culhão de boi que faz a fama da casa, mas há outros acepipes menos improváveis que podem acompanhar as bebidas com igual masculinidade.

Nota: 8,5 graals
09:56:27 - Zeno -

05 Agosto

Samurai

No térreo, um honesto restaurante japonês. No primeiro andar, um animado bar com karaokê e garçonetes mais solícitas, o que dá um novo e inesperado sentido à expressão "combo de sushi e sashimi". Depois de duas garrafas de saquê, nossa equipe de reportagem criou coragem e perguntou às moças brasileiras que acompanhavam um grupo de executivos japoneses: "Puxa, como é que vocês conseguem falar japonês tão bem?", "Na verdade a gente não fala, só decoramos algumas frases, como 'Beijo na boca, não – só no rosto', coisas assim. Sabe como é, nenhum deles fala brasileiro." Emocionados com o depoimento, nossos repórteres terminaram a noite assassinando algumas belas cançonetas no telão do videokê, com os sofás amassados e os dúbios hashis como testemunha.

Nota: 7 graals.
14:54:53 - Zeno -

.:: mês anterior :: :: :: :: August 2004 :: :: :: :: próximo mês ::.